Marcha da Maconha faz crowdfunding para 1ª manifestação pós-liberação

Proibida por três anos seguidos por manobras jurídicas e violentamente reprimida pela Polícia Militar de São Paulo no ano passado, a Marcha da Maconha foi liberada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e neste ano quer florescer. Para aproveitar a liberdade institucional, os organizadores do movimento estão fazendo uma campanha de financiamento colaborativo (crowdfunding) no Catarse. A meta de arrecadação é de R$ 15 mil para comprar materiais e fazer ações para aumentar o impacto do evento. Caso o captação ultrapasse a meta, o dinheiro será usado para realizar um grande show.

A Marcha da Maconha é movimento social autônomo organizado desde 2007 em rede pelo Brasil que luta pela mudança na política de drogas e pela legalização da maconha. No vídeo abaixo a defesa que o movimento faz para a legalização.

 
relacionados
`