fotografia

Fotógrafo viaja por 18 países dormindo em sofás de mais de 100 desconhecidos

por: Jaque_Barbosa

Publicidade Anuncie

Entre outubro de 2010 e maio de 2012, o fotógrafo italiano Gabriele Galimberti passou por 18 países dos cinco continentes. Em todos, ele dormiu na casa de desconhecidos através do popular sistema de Couchsurfing. As histórias de cada um dos 100 couchsurfers com quem cruzou estão documentadas num projeto fotográfico.

Galimberti dispensou hotéis ou residenciais e optou por dormir em sofás de desconhecidos, membros da rede Couchsurfing, que promove o intercâmbio gratuito de hospedagem entre viajantes. Além de poupar dinheiro, Galimberti lembra que a grande vantagem do sistema é permitir o convívio entre o viajante e os locais, dividindo tempo e tarefas do cotidiano.

Conheça algumas das histórias que o fotógrafo jamais esquecerá.

1GalimbertiCouchsurfingMalaysia

Malásia – Na cidade de Sepang, Galimberti ficou hospedado na casa de Jeeva, de 26 anos, e família. Certamente não imaginava que iria ter de partilhar o quarto com outros inquilinos: 3 pítons, 2 cobras, 2 iguanas mexicanas, 1 cobra-coral e 1 aranha viúva negra. Jeeva e a família tratam estes animais de estimação como quaisquer outros, com direito a sentar no sofá enquanto olham a televisão.

2GalimbertiCouchsurfingIceland

Islândia – Viajando pelo mundo, é normal encontrar pessoas com diferentes manias. Berglind tem uma espécie de obsessão com o vermelho. Galimberti diz que foi fácil reconhecê-la no momento de se encontrarem (adivinha como ia vestida?) e que toda a casa, incluindo o gato, está recheada de vermelho. Ela é arquiteta e vive na capital, Reykjavik.

3GalimbertiCouchsurfingBrazil

Brasil – Em São Paulo, quem ofereceu sofá ao fotógrafo foi Leticia, originária de Minas Gerais, de onde se mudou aos 12 anos. Estudou e trabalhou como advogada durante 10 anos, mas há 3 anos decidiu largar tudo pra se dedicar a outra paixão – a culinária. Além de uma escola de cozinha e de um pequeno serviço de catering, Leticia gere um conhecido blog de cozinha do Brasil – Cozinha da Matilde.

4GalimbertiCouchsurfingUcraina

Ucrânia – Uma das personagens mais caraterísticas que Galimberti encontrou foi Olga, 22 anos, vivendo em Kiev. Naturista, ela se sente mais confortável andando nua pela casa. Essa mesma casa está totalmente pintada com as paisagens da zona rural onde Olga nasceu. Vegetariana, não bebe, não fuma e é muito preocupada com a alimentação. Garçonete numa pastelaria, dá abraços grátis às pessoas nas ruas da cidade.

5GalimbertiCouchsurfingFijiIslands

Ilhas Fiji – Nani e família (marido e 2 filhos, com um terceiro a caminho) vivem numa casa feita de metal ondulado, o que faz aumentar ainda mais a temperatura da casa, que nunca está abaixo dos 30 graus. Isso e a alta umidade fizeram Galimberti querer sumir assim que entrou na casa. Foi a alegria, a energia e a simplicidade destas pessoas que o fizeram ficar. Nani hospedou mais de 60 pessoas em 2 anos.

6GalimbertiCouchsurfingNorway

Noruega – Em Bergen, o fotógrafo ficou hospedado num barco. Andreas, biólogo, graças à sua profissão, já viajou por todo o mundo, maioria das vezes navegando. Por isso, apesar de ter um apartamento no centro da cidade, sempre que pode vive nesta ‘casa flutuante’. É lá que recebe seus hóspedes.

7GalimbertiCouchsurfingThailand

Tailândia – Mais uma história invulgar: Tom e Jane vivem juntos, trabalham juntos pra revista Penthouse Asia (ele fotografa as belas modelos, ela é estilista e prepara as sessões) e tocam música juntos. Não são um casal, mas “concordam sempre em tudo”. Há cerca de um ano decidiram formar uma banda com amigos, a S.O.D (Simple of Detail), e hoje são celebridades em Bangcoque.

8GalimbertiCouchsurfingAustralia

Austrália – Couchsurfing não é só viajar e dormir de graça em casa de desconhecidos. É também retribuir e disponibilizar a própria casa quando outros precisam. Galimberti hospedou as irmãs Caroline e Ellen em sua casa na Toscânia, Itália. Elas retribuíram e deram a conhecer a grande família de 5 irmãs e 2 irmãos. Foram as únicas hóspedes que o fotógrafo reencontrou em toda a viagem.

9GalimbertiCouchsurfingBotswana

Botsuana – Kenias tem 23 anos e uma modesta casa, que gosta de partilhar. Tem dois quartos: um com duas poltronas, TV, kitnet e um sofá, onde Galimberti dormiu 3 noites; o outro tem duas cadeiras, um pequeno guarda-roupa e um colchão duplo, que divide com o irmão mais novo e a mãe. O banheiro é fora de casa, partilhado com outras cinco famílias vivendo no pequeno edifício. Kenias perdeu o pai e por isso é o homem da casa. Tem o sonho de ser padre, gosta de tocar piano e cantar.

10GalimbertiCouchsurfingColombia

Colômbia – Catalina, vivendo em Bogotá, foi a última pessoa das cerca de 100 pessoas a hospedar o fotógrafo. Professora de arte, partilhando a paixão pela fotografia, deixou Galimberti rendido: “não podia pedir um melhor final” pra esta enorme aventura.

O objetivo é lançar um livro com todas as fotografias captadas durante os 19 meses de viagem. No site pessoal do fotógrafo, estão mais desta série intitulada Couchsurfing,  além de outros projetos de sua autoria.

todas as imagens por Gabriele Galimberti


Jaque_Barbosa
Poeira Estelar.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.