Em homenagem a Mandela, artista cria retrato do líder dando 27 mil socos

Hoje, 05 de dezembro de 2013, o mundo perdeu um dos líderes de maior influência dos últimos tempos. Com 95 anos, Nelson Mandela faleceu em Pretória, depois de ficar internado de junho a setembro devido à uma infecção pulmonar. O ex-presidente da África do Sul  foi considerado um dos maiores heróis da luta dos negros pela igualdade de direitos no país e um dos principais responsáveis pelo fim do regime racista do apartheid, que aconteceu de 1948 a 1993.

Com certeza iremos presenciar diversas homenagens a esse homem que foi tão corajoso e importante para a libertação de seu povo – e uma das melhores formas de prestar homenagens é através da arte. Phil Akashi, um artista sedeado em Shangai, criou uma obra fantástica em sua homenagem.

O mítico líder africano já foi retratado por várias vezes e de várias formas, mas esta é certamente uma das mais originais. Akashi anexou à uma luva de boxe um carimbo com os carateres chineses 自由, que em português significam ‘liberdade’. O que se seguiu foi um trabalho meticuloso de criação do rosto de Mandela em grande escala, socando cuidadosamente a parede com o carimbo.

Ao todo, foram dados 27 mil socos e o resultado não desilude. O processo criativo é uma homenagem ao líder histórico e à sua luta contra o Apartheid, aludindo à dureza dos 27 anos de reclusão pelos quais Mandela passou. Veja a arte do soco de Phil Akashi no vídeo abaixo:

NelsonMandelaPunch1

NelsonMandelaPunch2

NelsonMandelaPunch3

NelsonMandelaPunch4

NelsonMandelaPunch5