Seleção Hypeness: 20 mercados públicos para conhecer antes de morrer

Hoje é terça-feira, e voltamos com a primeira Seleção Hypeness do ano e dessa vez para falar de um tema que muita gente curte: mercados públicos. Para conhecer a cultura de um país ou de uma determinada região, não basta visitar seus museus, pontos turísticos e monumentos históricos. Uma visita ao mercado público, mercado central, mercadão, mercado modelo, ou seja lá o nome de costume, é indispensável para conhecer de fato as raízes que formam a identidade de uma comunidade.

Nesse post, damos um passeio por alguns dos mercados mais tradicionais e emblemáticos do mundo.

Confira:

1) Chatuchak, Bangkok, Tailândia

Ele se autoproclama “o maior do mundo”. Não duvide. São mais de 15 mil estandes para pechinchar até não aguentar mais. Cabides, patos de borrachas, ervas e especiarias, roupas de grife, peixes, cobras, galos, comidas, budas… Tem de tudo!

hype1

2) La Boqueria, Barcelona, Espanha

Inaugurado em 1840, o mercado central de Barcelona, é um verdadeiro paraíso gastronômico, com infindáveis ofertas de frutos do mar, embutidos, queijos, doces, chocolates e as tradicionais tapas da Catalunha.

hype2

3) Mercado Central, Santiago, Chile

Outro centenário da lista, o mercado chileno, além das bancas, abriga restaurantes de frutos do mar de primeira linha, como o Donde Augusto e o El Galeón. Destaque para a centolla, o caranguejo gigante da região, que chega à mesa inteiro e é todo aberto e descascado na sua frente pelo garçom.

hype3

4) Mercado Ver-o-Peso, Belém, Pará, Brasil

Maior mercado a céu aberto da América Latina. Faz parte de um complexo arquitetônico e paisagístico que compreende uma área de 35 mil metros quadrados, com uma série de construções históricas, dentre elas o Mercado de Ferro, o Mercado de Carne, a Praça do Relógio, a Doca, a Feira do Açaí, a Ladeira do Castelo, o Solar da Beira e a Praça do Pescador. Destaque para os infinitos ‘preparados’ para atrair sucesso e prosperidade.

hype4

5) Borough Market, Londres, Inglaterra

Localizado na margem sul do Tâmisa, é o mercado mais antigo de Londres e o ‘queridinho’ dos grandes chefs de cozinha. Oferece ingredientes e pratos prontos de várias partes do mundo: salsichas alemãs, doces turcos, sangrias e tapas, pastas e vinhos. Visita obrigatória para quem quer ampliar os conhecimentos culinários.

365.163: Borough Market

6) Grand Bazaar, Istambul, Turquia

Aberto em 1461, é muito conhecido principalmente pelas jóias, cerâmicas, especiarias e tapetes em suas mais de 60 ruas cobertas. Passam por lá diariamente cerca de 200 mil pessoas.

hype6

7) Marché des Enfants Rouges, Paris, França

Criado em 1615 na região de Haut Marais, seu nome se deve ao fato de ter sido um orfanato onde vestiam as crianças de vermelho. Além dos antiquários com peças raríssimas e das barracas de flores, especiarias e frutas, um diferencial são os inúmeros pequenos restaurantes instalados nos seus estreitos corredores. Passeio obrigatório!

hype7

8) Khan Al Khalili, Cairo, Egito

Um labirinto infindável de ruas, becos e ruelas onde se respira misticismo e tradição. Destaque para a milenar casa de chá El Fishawy, ponto de encontro de artistas e intelectuais, toda decorada com espelhos dourados, bronze batido e mesas com tampo de mármore, onde se pode fumar narguilé e beber o café preparado no local, considerado o melhor do país.

hype8

9) Mercado Municipal de São Paulo, São Paulo, Brasil

Com 80 anos completados em 2013, o ‘Mercadão’, como é conhecido, ocupa um prédio de 12.600 metros quadrados e impressionantes 16 metros de pé-direito. Conta com 272 estandes das mais variadas especialidades, e atrai visitantes dos quatro cantos do país e do mundo. Destaque para o sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau.

MORTADELA

10)  Pike Place Market, Seattle, Estados Unidos

Debruçado sobre a Elliott Bay, conta com mais de 200 stands, 190 artesãos e aproximadamente 100 agricultores cadastrados que diariamente vendem seus produtos. Destaque para a primeira ‘banca’ do Starbucks do mundo e para o tradicional fish tossing, um verdadeiro ritual no qual os “peixeiros” do mercado cantam e literalmente arremessam os peixes entre si, quando estes acabam de ser vendidos, tal como se estivessem em um jogo de beisebol.

hype10

11)  Temple Street Night Market, Hong Kong

O maior mercado noturno de Hong Kong tem de tudo um pouco: roupas, eletrônicos, comidas exóticas, bibelôs, antiguidades e até barraquinhas de tarô e quiromancia. Destaque para os espetáculos de rua improvisados de ópera chinesa.

hype11

12)  Mercado Modelo, Salvador, Bahia, Brasil

Com 262 boxes divididos em dois andares, o mercado reúne a ‘fina flor’ do artesanato nordestino. Depois de adquirir sua boneca namoradeira e sua redinha, vale comer um acarajé e apreciar as apresentações de capoeira que acontecem a todo instante.

hypebahia

13)  Jemaa El Fnaa, Medina de Marrakesh, Marrocos

Além das barracas de quinquilharias e comidas típicas, o mercado abriga vários espetáculos de saltimbancos, acrobatas, encantadores de serpentes, faquires, engolidores de espadas, curandeiros, músicos, dançarinos e contadores de histórias.

hype12

14)  Rialto Mercato, Veneza, Itália

É aquele mesmo de ‘O Mercador de Veneza’, de Shakespeare. Lá você se depara com frutti di bosco de cor profunda e intensa e encontra na pescheria moluscos, peixes e crustáceos vivos, prontos para serem levados para os melhores restaurantes. Imperdível!

hype13

15)  St. Lawrence Market, Toronto, Canadá

O melhor food market do mundo, segundo a National Geographic. Todos os sábados, os fazendeiros do sul de Ontário trazem suas frutas, verduras e legumes para vender neste local desde 1803. Lá você também encontra os queijos e mostardas mais requintados e saborosos do planeta.

hype14

16)  Chichicastenango Plaza y Mercado, Chichi, Guatemala

O mercado indígena mais tradicional das Américas. Lugar ideal para comprar artesanato, adereços e têxteis de origem maia. Além disso, obviamente, não falta espaço para curandeiros e plantas medicinais, com potes que vendem bruxarias e milagres para todos os tipos de problemas.

hype15

17)  Mercado do Bolhão, Porto, Portugal

No prédio em ferro forjado de dois pisos erguido no estilo neoclássico em 1839 no coração do Porto, encontram-se as nozes mais frescas, a cereja mais madura, as azeitonas verdinhas, o bacalhau cinco estrelas, os embutidos e o queijo da Serra da Estrela de chorar e pedir por mais. Isso sem falar na variedade de azeites de oliva e de vinhos do Porto…

hype16

18)  Kuznechny Market, São Petesburgo, Rússia

Encravado no bairro onde morava Dostoiévski, o maior mercado dos países bálticos promove uma verdadeira imersão nos inusitados hábitos alimentares russos. Lá, por exemplo, você pode encontrar a tradicional carne de urso marrom e o vobla, um peixe seco e salgado com suas ovas. O caviar, que por lá não é comida de rico, também está disponível de todo jeito que se puder imaginar.

hype17

19)  Mercado Central de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Inaugurado em 1929, ocupa uma área privilegiada na região central da cidade. São mais de 400 lojas que vendem de tudo, desde hortifrutigranjeiros de ótima qualidade, produtos típicos como os queijos e doces mineiros, passando pelo artesanato, ervas e raízes. Como não poderia deixar de ser, reúne, nada mais nada menos que 14 botecos!

bh

20)  Noryangjin Fish Market, Seul, Coreia do Sul

É o melhor mercado do mundo para gourmets intrépidos. Encontra-se todo tipo de moluscos rastejantes e esquisitos que você nunca imaginou que fossem comestíveis.

hype20

se