Finalmente uma marca decidiu parar de criar brinquedos só para meninas ou só para meninos

Encontramos estereótipos em quase todas as esferas da vida e a distinção por gênero sexual é um dos casos mais evidentes. Mas por que obrigar as crianças a pensar do mesmo jeito? TOP-TOY é a maior cadeia de brinquedos do norte da Europa e quis acabar com as divisões, criando catálogos de gênero neutro, sem sugerir que certos brinquedos são somente para meninos ou meninas.

Os brinquedos, na verdade, são os mesmos – o que a TOP-TOY quer é que as crianças possam decidir com quais deles querem brincar. Se uma menina quer construir uma ponte para fazer corridas de carro, por que não? E se um menino quiser dar o leite para um bebê ou passar a ferro e tratar do jantar?

“Queremos que nossos catálogos reflitam a verdadeira forma de brincar de meninos e meninas, e não que apresentem uma visão estereotipada deles. Se tanto as meninas como os meninos na Suécia gostam de se divertir com uma cozinha de brinquedo, então queremos refletir esse padrão”, afirma o diretor de Marketing da TOP-TOY, Thomas Meng. A maioria dos pais reagiu com agrado, notando que todas as crianças ficam empolgadas com um novo brinquedo, independente do que ele seja.

Além da importante mensagem social, os catálogos da TOP-TOY são visualmente atrativos. Veja alguns dos que selecionamos:

GenderNeutralToys1

GenderNeutralToys2

GenderNeutralToys3

GenderNeutralToys4

GenderNeutralToys5

GenderNeutralToys6

GenderNeutralToys7

GenderNeutralToys8

GenderNeutralToys9

GenderNeutralToys10

GenderNeutralToys11

GenderNeutralToys12

GenderNeutralToys13

GenderNeutralToys14

GenderNeutralToys15

GenderNeutralToys16

GenderNeutralToys17

GenderNeutralToys18

GenderNeutralToys19

GenderNeutralToys20

GenderNeutralToys21

GenderNeutralToys22

A maioria destes catálogos foi criada durante o período natalino do ano passado e alguns são do catálogo de 2012. No entanto, acreditamos que a mensagem continua bem atual e merece ser compartilhada.

todas as imagens © TOP-TOY