Conheça a cafeteria da honestidade: lá não tem funcionários e você deixa o pagamento numa caixinha

“Pegue o que você precisar. Por favor pague por aquilo que pegar. Se você não tiver trocados, bata na porta. Se ninguém atender, lamentamos, pague mais que o valor. Que a sua tribo cresça. Lembre-se, honestidade é a melhor política.” Isso é o que se lê em uma placa que está pendurada dentro de uma pequena cafeteria localizada em Ivana, nas Filipinas. Lá não há atendentes e a honestidade é o que adoça o café.

A pequena lanchonete foi criada pela professora aposentada Elena Gabilo, de 77 anos, em 1995 e até hoje tem funcionado muito bem. Sem qualquer tipo de atendente, o cliente chega, serve-se de café, refrigerantes, biscoitos e o que mais houver disponível no balcão. Na hora de sair, basta deixar o dinheiro na caixinha, pegar seu próprio troco, caso necessário, e anotar em um caderninho o que foi consumido. Sem que haja qualquer tipo de controle.

Chamado de “Honesty Coffee Shop” (cafeteria da honestidade), o estabelecimento não sofre grandes golpes e, segundo Elena, 98% dos clientes pagam direitinho. Se você fizer a clássica pergunta “será que no Brasil isso daria certo?”, nós temos uma resposta parcial. Já mostramos aqui no Hypeness o Curto Café, no Rio de Janeiro, onde você decide o quanto vai pagar pelo seu café. Confiar na honestidade pode ser arriscado, mas ver que ela ainda existe é gratificante!

Honesty Coffee Shop

Honesty Coffee Shop

Honesty Coffee Shop

Todas as fotos © FourSquare