Fotógrafa reflete sobre o efeito do marketing na percepção da identidade de gênero pelas crianças

A fotógrafa sul-coreana JeongMee Yoon começou seu projeto “The Pink and Blue Project” depois que percebeu que sua filha, então com 5 anos, queria vestir-se e brincar exclusivamente com roupas e brinquedos da cor rosa.

Isso fez com que ela desse conta do poder que o marketing tem na difusão do gênero específico, não abrindo margem para novas possibilidades, o que faz com que rosa seja para meninas e o azul para meninos.

Para mostrar essa disparidade e evidenciar o quanto isso reflete no entendimento de identidade dos pequenos, a fotógrafa começou a registrar os quartos de crianças sul-coreanas e americanas posando com tudo que tinham na cor rosa ou azul. O resultado está nas fotos abaixo e é impressionante:

Alexandra and Her Pink Things_m

Dayeun and Her Pink Things_m (1)

Ethan and His Blue Things_m

Hojun and His Blue Things_m

Jake and His Blue Things_m

Kara and Her Pink Things_m

Sehyun and Her Pink Things_m

Seowoo and Her Pink Things_m

Steve and His Blue Things_m

Sunjae_Seungjae and His Blue Things_m

Yeachan and His Blue Things_m

Lola and Her Pink & Purple Things_m

Jimin and His Blue Things_m

Emily and Her Pink Things_m

Jeeyoo and Her Pink Thing_m

Este ensaio nos lembrou um vídeo, onde uma criança questiona de forma bastante coerente, porque os meninos têm que gostar de carrinhos e as meninas de bonecas (se preciso, ative a legenda em português):

Todas as fotos © JeongMee Yoon