Ilustrações incríveis lembram que a mulher é dona do próprio corpo

Como reforçar nas redes sociais a ideia de que a mulher é dona do próprio corpo? A ilustradora mineira Carol Rossetti encontrou no desenho a ferramenta certa para lutar contra o machismo e espalhar ideias que tornam a mulher mais livre, segura e feliz.

Da celulite à opção por não ter filhos e do shortinho ao sexo casual, Carol Rossetti usa desenhos e frases certeiros. Mas o feminismo e o empoderamento da mulher não é o único tópico a ser abordado pela arte da mineira.

Na sequência, a ilustradora também abordou temas como o racismo e a homofobia. E se esses problemas são universais, nada mais justo do que permitir que falantes de outras línguas compreendam essas belas ilustrações, não é mesmo? Para isso, ela contou com ajuda na tradução para o inglês e o espanhol, entre outros idiomas.

Confira algumas das ilustrações e compartilhe essa ideia!

UPDATE: A série, reunida na página de Rossetti, que já conta com mais de 250 mil seguidores, acaba de ser transformada em livro, com o título Mulheres (Sextante, R$ 39,90). Agora a luta por uma sociedade mais justa e igualitária passa das redes sociais para as ruas e livrarias do país.

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

Carol Rossetti

“Alice gosta de ter sexo casual, porém suas amigas dizem que ela ‘não se valoriza'”; “Alice sabe que sua vida sexual não tem nada a ver com seu valor”.

Carol Rossetti

“Jessica sempre foi magra e fica chateada quando ouve pessoas dizer ‘Homens a sério gostam de curvas'”; “Jessica, seu corpo não é para ‘homens a sério amarem’. Você não tem de fazer nada para agradar a ninguém senão a você”.

Todas as fotos © Carol Rossetti