Vídeo mostra como jovens irlandeses reagem ao comer junk food americano pela primeira vez

Uma agência de produção de vídeos online de Dublin, capital da Irlanda, pediu a um grupo de jovens para que experimentassem os petiscos favoritos dos EUA. O resultado? Um divertido, porém assustador, olhar para os alimentos super açucarados que a maioria das crianças americanas crescem comendo.

Desde comentários quando veem Twinkies (“Isso parece natural?” “Não!”) até Kool-Aid (“Adicione um copo de açúcar? De jeito nenhum!”), os alimentos, familiares nos Estados Unidos, desorientam os irlandeses.

O vídeo traz à mente o poder dos primeiros hábitos alimentares. O que para você é considerado uma infância nostálgica pode ser completamente nociva e repulsiva para os outros.

Estudos mostram que crianças até os três anos desenvolvem preferências sobre marcas de comida popular. Recentemente, pesquisadores da Universidade de Oregon, Michigan State University e pré-escolares de escolas públicas de Ann Arbor e do Centro de Família descobriram que a obesidade acontece mais entre as crianças que têm maior reconhecimento de marcas.

Assista ao vídeo abaixo e reflita:

junkfood

junkfood2

junkfood3

junkfood4

junkfood5

junkfood7

junkfood8

junkfood9

Graças às campanhas de saúde e outras iniciativas, a consciência sobre a obesidade aumentou. As taxas de obesidade entre dois a cinco anos nos Estados Unidos caiu de 14% em 2003-2004 para 8% em 2011–2012.

Todas as imagens: Reprodução