inspiração

A história da mulher que, através de sonhos e memórias, reencontrou a família de sua vida passada

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

O sonho era sempre o mesmo: em um quarto de hospital, sozinha, ela agonizava frente à morte e pensava nos filhos que estava deixando para trás. O ponto era que a inglesa Jenny Cockell até então não tinha filhos, mas o sentimento de busca e memórias confusas, como se não fossem dessa vida, estavam sempre presentes.

Foi ao prestar atenção nessas peças soltas e ao fazer uma sessão de hipnose que começou a montar o quebra-cabeças que mudaria não só a sua vida, mas a vida de uma família que havia sido separada há mais de 30 anos. A história foi contada no livro, que também se tornou filme, Across Time and Death (“Minha Vida em Outra Vida”, na versão portuguesa), que traz detalhes capazes de deixar curiosos até os mais céticos.

Jenny Cockell hoje não tem dúvidas: ela é a reencarnação do espírito de Mary Sutton, uma irlandesa que morreu 21 anos antes de seu nascimento. Mãe de dez filhos, dois deles mortos ao nascer, Mary teve uma vida difícil ao lado de um marido agressivo, chegando a passar fome. Ao dar à luz a uma menina, em 1932, ela não aguentou e faleceu. Sua morte e a personalidade distante do marido fez com que a família se separasse: duas das meninas foram enviadas a um convento, enquanto que quatro crianças foram alojadas em um orfanato e os dois garotos mais velhos permaneceram com o pai.

Ao dar importância às curiosas memórias, deja vus e sentimentos que tinha, Jenny Cockell deu início a uma intensa jornada em busca de sua vida passada. Na Irlanda, na cidade de Malahide, conforme ditaram seus sonhos, Jenny conseguiu encontrar um fazendeiro que se lembrava de uma família semelhante a que a inglesa descrevia. Após buscar no histórico de orfanatos da região e colocar anúncios nos jornais, ela conseguiu encontrar um dos filhos – que tinham idade para ser pais de Jenny. Os primeiros contatos não foram exatamente amistosos – ou você receberia de braços abertos alguém que jura ser a reencarnação da sua mãe? –, mas o desfecho é no mínimo incrível.

jenny-cockell1

Após estabelecer contato com alguns dos filhos de Mary e ter sido acompanhada nessa aventura por especialistas do espiritismo e da paranormalidade, Jenny conseguiu não só chocar o mundo com provas bastante críveis de que fora Mary, por meio de memórias incríveis e detalhadas sobre a vida dos filhos, como sua busca acabou por reunir os irmãos. A filha mais nova, Elizabeth, havia sido entregue pelo pai aos tios, com quem cresceu sem saber da existência dos demais irmãos, apesar de morar a menos de 1 km de um deles.

Grande parte das minhas memórias vinha em fragmentos isolados e, às vezes, tinha dificuldade de dar um sentido a elas. Mas outras partes eram bastante completas e repletas de detalhes. Era como um quebra-cabeça com certas peças apagadas, outras fora de lugar e algumas bem nítidas e fáceis de encaixar. Os filhos ocupavam a maior parte das minhas memórias, assim como o chalé e sua localização. Outros locais e pessoas não eram tão nítidos para mim”, afirma Jenny em um trecho de seu livro.

Confira um trecho do filme e se surpreenda:

jenny-cockell3

jenny-cockell4

Todas as fotos © Jenny Cockell


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.