Neste restaurante, quem desliga o celular só paga metade da conta

Sair jantar com amigos ou com a família é uma excelente oportunidade para colocar o papo em dia, rir e interagir com quem a gente gosta. Mas desde que os smartphones se popularizaram, isso tem ficado cada vez mais raro. Pelo menos essa é a percepção de Jawdat Ibrahim, dono do restaurante Abu Ghosh, localizado a 10 km de Jerusalém, em Israel, que decidiu, em 2013, dar 50% de desconto na conta de quem concordar em guardar o celular durante a refeição

Simples assim: basta entrar no restaurante, desligar o celular, curtir o jantar ou almoço e, na hora da conta, ela vem pela metade do preço. “Eu estou mudando algo. Pode ser algo pequeno, mas talvez de alguma forma eu esteja mudando essa cultura”, disse Jawdat Ibrahim.

Além de se incomodar pelo fato das pessoas trocarem experiências reais por preocupações, nem sempre importantes, do smartphone, ele afirma que a quantidade de pedidos para requentar a comida (que esfriou no prato enquanto você conversava no Facebook) aumentou bastante. Além de dar mais trabalho à cozinha, a prática compromete o sabor da refeição. Afinal, comida requentada será sempre comida requentada.

Será mesmo que nós precisamos de iniciativas assim para entender, de uma vez por todas, que trocar os amigos pelo celular não é a melhor das opções?

abu-ghosh1

abu-ghosh2
Fotos © Sebastian Scheiner

abu-ghosh3
Foto © Nathan1000/Trip Advisor