Casal cria aplicativo que quer substituir os métodos contraceptivos

Os anticoncepcionais, tidos como um método contraceptivo seguro e inofensivo, têm chamado cada vez mais atenção por seus efeitos colaterais. De dores de cabeça e distúrbios de humor até quadros graves como tromboembolismo, a pílula precisa urgentemente de um substituto. E a resposta pode estar em um aplicativo de celular.

Sabe-se que o ciclo menstrual consiste em três fases (a pré-ovulatória, a ovulatória e a pós-ovulatória) e que em cada uma dessas etapas a mulher apresenta uma temperatura corporal diferente, variando de 0,2 a 0,45 ºC devido aos níveis hormonais. Sendo assim, o casal sueco Dra. Elina Berglund e Dr. Raoul Scherwitzl, ambos PhD em Física, decidiu usar a temperatura do corpo como forma de entender melhor o ciclo menstrual feminino e usar ele mesmo como informação contraceptiva, o que deu origem ao NaturalCycles.

Utilizando um termômetro padrão da empresa, a mulher deve medir sua temperatura corporal todos os dias pela manhã. Ao inserir a informação no aplicativo, o dia é marcado como verde, indicando que relações sexuais não causarão gravidez, ou vermelho, alertando para que o casal use preservativo – tudo isso com base na fase do período menstrual em que a mulher está. “O futuro dos métodos contraceptivos está em conhecer o seu corpo em vez de alterá-lo usando contraceptivos hormonais“, afirma a Dra. Elina Berglund, que se interessou por novos métodos contraceptivos naturais quando ela mesma decidiu se livrar dos hormônios a fim de se preparar para sua segunda gravidez.

O NaturalCycles já está em operação na Suécia, Suíça e no Reino Unido. De acordo com a empresa, já são mais de 10 mil mulheres usando o sistema e nenhuma gravidez acidental.

natural-cycles11

natural-cycles1

natural-cycles2

natural-cycles10

NaturalCycles12

NaturalCycles13

Todas as fotos © NaturalCycles