Cobertura Hypeness

Cobertura Hypeness: fomos conferir a Sencity, festa para surdos em São Paulo

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie


No último sábado (20), tivemos a sorte de participar de uma das festas mais intensas da cidade, a Sencity, promovida em São Paulo pelo Museu de Arte Moderna, o MAM, mesmo local que sedia o evento. Multissensorial, é dedicada, primeiramente, àqueles que não enxergam, não ouvem ou ambos, por promover sensações que são muito melhor percebidas por quem nasceu cego ou surdo. A balada, para maiores de 16 anos, não é diferente de outras, mas com certeza aguça sentidos a mais.

E como isso acontece? Uma pista tecnológica com a vibração das músicas ajudava-os a sentir o que estava rolando, enquanto equipamentos espalhavam cheiros diferentes, promovendo um tipo de aromaterapia, além de uma rede com saquinhos carregados de diferentes cheiros estar numa das portas, para que as pessoas os sentissem. No chão de uma das salas, várias bexigas espalhadas podiam ser pisadas ou tocadas. Projeções feitas com o toque numa bateria também aguçavam os sentidos, enquanto uma barraquinha de smoothies naturebas trazia o frescor de diversos sabores misturados, gratuitamente, ao evento.

image

A presença do rapper finlandês Signmark, que é surdo e compõe com a linguagem de sinais, também marcou o evento, com suas letras interpretadas pelo vocalista Adam Tensta. Além disso, tinha DJ’s e duas pessoas ficavam ao lado do palco fazendo a língua de sinais de tudo o que era dito ali, além de uma performance com Signdancers, dançarinos que praticam Libras. Um animado grupo de Drag Queens deu outra vida à festa, interagindo com as pessoas e levando outras para fazer brincadeiras no palco, afim de alertar sobre o uso da camisinha, item fundamental em qualquer balada que se preze.

O mais legal era estar num ambiente onde nós éramos minoria. A linguagem de sinais tomou conta do pedaço e a festa abrigou pessoas de todos os jeitos possíveis, como cadeirantes, pessoas portadoras de síndrome de Down, famílias, idosos, crianças, gays, transsexuais, gerando uma mistura e inclusão incrível que poucos ambientes conseguem proporcionar. Na hora da fome, o público podia recorrer à feirinha gastronômica, que estava rolando na entrada do MAM.

A festa, importada da Skyway Foundation, na Holanda, acontece no Brasil desde 2011 devido parceria do MAM com a comunidade de surdos. O sucesso é certeiro e ainda se prolongará por muitos anos, com certeza. Dá uma olhada no vídeo e confira:

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Todas as fotos © Brunella Nunes para o Hypeness

coberturahype


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.