Conheça o homem que encerrou sua carreira de maratonista aos 102 anos e provou que a idade é relativa

O que você faria se, aos quase 90 anos, perdesse sua esposa e um filho? Enquanto que a maioria de nós iria sucumbir à depressão e às dificuldades da idade, o indiano Fauja Singh decidiu ir para a Inglaterra e lá encontrou na corrida uma forma de aliviar seus traumas e tristezas. Dos 89 anos aos 102, ele venceu provas de 10 km, 20 km e finalizou maratonas em diversos lugares do mundo, provando que a idade é mais do que relativa.

Fauja Singh nasceu com uma deficiência que o impediu de andar até os cinco anos de idade e, apesar de ser vegetariano e cuidar de seu corpo, nunca havia praticado esportes com afinco. Foi ao encontrar Harmander Singh, seu técnico e mentor, já na Inglaterra, que começou a correr e a levar as provas a sério. Em 2003, aos 92 anos, ele completou a Maratona de Toronto, no Canadá, em apenas 5 horas e 40 minutos. Oito anos depois, ele cruzou a mesma linha de chegada para ser o primeiro maratonista centenário do mundo – ele só não foi reconhecido pelo Guiness World Records pois não possui uma certidão de nascimento, embora em seu passaporte conste a idade.

O indiano, que ficou conhecido nas provas como “O tornado de turbante”, devido ao turbante Sikh que utiliza, decidiu se aposentar aos 102 anos, após correr uma prova de 10 km em Hong Kong, na China. Todas as provas em que ele participou em sua curta, porém intensa, carreira como maratonista eram voltadas para organizações de caridade.Há duas coisas nobres a se fazer na vida: uma é fazer caridade e a outra é cuidar de seu corpo, afirma Fauja, que hoje, aos 103 anos, limita-se a caminhar de 3 a 4 horas por dia.

fauja-singh1

Fauja Singh

Fauja Singh

Fauja Singh

578018-fauja-singh

Fauja Singh

Fauja-Singh

li-fauja-singh-marathon-cp

THAVD_FAUJA_1332168f

Todas as fotos © ESPN Magazine