São Paulo recebe megaexposição do famoso artista espanhol Joan Miró

A época está boa para os amantes de arte em São Paulo, com grandes artistas invadindo as galerias e deixando um rastro de gente interessada por onde passam. Depois de encher suas salas com Yayoi Kusama e Salvador Dalí, o Instituto Tomie Ohtake coloca em cartaz uma megaexposição de outro artista catalão famoso, Joan Miró.

São 22 esculturas, 25 gravuras, 20 desenhos, e 40 pinturas disponíveis aos olhos do público, na mostra que abriu ao público no último dia 24 de maio de 2015. As obras são parte do acervo da Fundação Joan Miró, de Barcelona, na Espanha, e de colecionadores particulares. Boa parte delas estavam em cartaz até outubro no mostra chilena “Joan Miró, La Fuerza de la Materia”, na Fundação CorpArtes.

Surrealista, Miró largou os estudos de administração e se voltou às artes numa época que foi cruel com os grandes talentos artísticos. Passou fome por muito tempo por não obter sucesso e sofria alucinações constantes, o que por sorte acabou por alimentar suas telas e seu estilo marcante.

Após o encontro com Pablo Picasso em Paris, na belle époque, em 1920, envolveu-se com o dadaísmo e teve seu talento reconhecido o suficiente para angrariar riquezas. Na exposição, estarão obras mais realistas do artista, que vão desde os anos 30 até aos 70.

Se você quer entender mais sobre a obra de Miró e a própria história da arte, não dá pra perder essa mostra.

miro

miro2

miro4

miro5

miro7

miro8

miro9

miro10

miro11

miro12

miro13

Todas as fotos © Fundació Joan Miró