Teste mostra que o novo extintor exigido pela lei não é mais eficiente do que o modelo antigo

O ano mal havia começado, quando motoristas de todo o Brasil saíram à caça do extintor tipo ABC. Em 2009, o CONTRAN regulamentou a obrigatoriedade do equipamento em todos os veículos a partir do primeiro dia de 2015. Como era de se esperar, todo mundo deixou para se atualizar na última hora e a procura pelo extintores fez com que eles desaparecessem do mercado. A solução? Prorrogar a obrigatoriedade, agora datada em 1º de abril de 2015.

Diferente do  modelo antigo, o AB, os extintores ABC trazem um pó capaz de controlar o fogo em diversos materiais e, teoricamente, garantiriam mais eficiência na hora de combater pequenos focos de incêndio. O Brasil, junto a países como a Bélgica, a Romênia e a Argentina, é um dos poucos que tem como lei a presença obrigatória de extintores de incêndio em carros. Inglaterra e Portugal, por exemplo, só o exigem em ônibus e táxis, visando a segurança dos passageiros. Isso acontece devido à forma com que os carros são feitos hoje em dia. A presença da injeção eletrônica no lugar do carburador, por exemplo, torna praticamente impossível o vazamento de combustível e as explosões. Mas o quão eficiente é ter um extintor de incêndio em um veículo?

Em primeiro lugar, é preciso que o motorista saiba onde o equipamento está localizado e como utilizá-lo. Segundo instruções dos Bombeiros, basta romper o lacre de segurança e apertar o gatilho para conter as chamas. Mas será que é fácil assim? O programa Bom Dia Goiás, da TV Anhanguera, afiliada da TV Globo, convidou dois bombeiros para testar a eficiência do novo extintor. Com um carro pegando fogo no banco do motorista, o extintor antigo, modelo AB, é usado para tentar apagar as chamas, sem sucesso. “A gente pode ver, olha como esse extintor apaga mais rápido“, disse a repórter Mariana Martins, enquanto o novo extintor era usado contra as chamas. Acontece que, segundos depois que o fogo sumia, as chamas voltavam.

Ao colocar em cheque a eficiência dos extintores ABC (ora, o teste foi realizado por bombeiros profissionais), o vídeo se tornou um viral na internet. Assista:

Eficaz ou não, o extintor ABC deverá estar presente em todos os veículos a partir de 1º de abril – vale lembrar que todos os automóveis produzidos de 2005 em diante já vêm com o novo modelo, sendo necessário apenas ficar de olho no prazo de validade. O não cumprimento da lei implica multa de R$ 127,69, perda de 5 pontos na carteira e a retenção do veículo para regularização.

extintores-abc1

extintores-abc2

extintores-abc3

extintores-abc4

extintores-abc5

extintores-abc6

extintores-abc7

Fotos: Reprodução

extintores-abc8

Foto © Jornal de Londrina