Cobertura Hypeness: confira os maiores destaques da Campus Party 2015

Para quem vê de fora, acha que a Campus Party se resume a uma festa nerd. Ao adentrar no espaço deste ano, em sua oitava edição no Brasil, é possível ter uma noção da magnitude que é o maior evento de tecnologia do mundo. Foram mais de 700 horas de atividades em cinco dias, muitos projetos, games, palestras e workshops.

Entre os destaques da chamada CPBR8, teve curso que ensina a língua dos elfos, de O Senhor dos Anéis, atraindo 200 alunos. Consagrado no universo geek, o palestrante Paul Zaloom,  ator de O Mundo de Beakman, arrancou risadas e deu um show de ciência, realizando e contando experiências no palco. O neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, o CEO da 3D Robotics Chris Anderson, o especialista de efeitos especiais Adam Howard, o criador do projeto ‘Mars One’ Bas Lansdorp, e outros ícones da categoria, subiram aos palcos para apresentar e debater suas ideias inovadoras.

Um dos assuntos mais falados, além de tecnologia, foi o empreendedorismo. Pelos corredores encontramos jovens e adultos empenhando-se em suas ideias, e fomos até abordados pelo pessoal do Martin.labs, que estava divulgava seu aplicativo chamado Self Chef, focado em dar receitas com o que você tiver na geladeira. Mais de 600 startups se inscreveram em processos seletivos para receber mentoria, coaching e atenção de investidores, sendo que 42 delas foram premiadas.

Na sexta-feira (6), Jaque Barbosa e Eme Viegas, fundadores do Hypeness, Casal Sem Vergonha e Nômades Digitais deram duas palestras no evento – uma sobre como eles usam a criatividade em seus blogs e outra sobre como viajar e ganhar dinheiro ao mesmo tempo. Ali, pudemos acompanhar não só o discurso de duas pessoas falando sobre criatividade e trabalho remoto, mas a realização de um sonho. “Sempre viemos aqui para ver palestras e nos inspirarmos. Agora estamos no palco inspirando outras pessoas”, comentou Eme.

cpbr19

cpbr18

Fora da sala Sebrae, um barulho imenso chamava a atenção na Open Campus – área de atrações gratuitas. Era a batalha de robôs, onde os crânios da tecnologia levavam as máquinas feitas por eles mesmos para brigar numa arena. O negócio estava tão animado quanto uma luta de MMA!

Andando pelos corredores, encontramos réplicas dos carros de Speed Racer e Scooby Doo, action figures de super heróis, que estavam à venda, simuladores impressionantes, empreendedores se reunindo e divulgando suas ideias, inúmeros bloggers, vloggers e demais geeks ocupando as mesas com seus os computadores e máquinas personalizadas. Tem cada coisa maluca, como uma CPU que imita a Ilha de Lost ou o personagem Charizard, do desenho Pokémon, que solta fumaça pelas narinas através de uma ativação via Bluetooth.

Vários palcos recebem atrações diversas e palestrantes cheios de ideias para contar e debater. A marca Ford foi quem promoveu uma competição mundial chamada Hackaton, onde programadores participam para ganhar prêmios e têm apenas 24 horas para apresentar a solução de algum desafio tecnológico. Imagina a loucura! Quem ganhou um carro para casa este ano foi Daniel Scocco, de Campinas, SP, com um aplicativo que registra o perfil do motorista para as companhias de seguro. O presidente da Ford América do Sul, Steven Armstrong, fez a entrega simbólica do veículo no evento.

cpbr23

cpbr24

cpbr25

Andando mais ainda entre os stands de marcas, sempre com atrativos para a galera, chegamos finalmente ao lugar mais impressionante de todos: o acampamento. Não dava pra acreditar no tanto de barracas que havia ali, somando-se em 8 mil, que abrigavam jovens e adultos de todas as idades e 21 países, famílias e seus bebês e casais. Parece interminável a fila de barracas com toalhas em cima, não porque era o Dia da Toalha, mas para identifica-las facilmente também, porque é bem fácil se perder.

No último dia de Campus, foram entregues prêmios de concursos e hackatons, sendo que um dos vencedores foi Ezequiel França, que trouxe soluções para a Internet das Coisas ao criar uma caixa de remédios inteligente, capaz de indicar os medicamentos certos para o usuário e avisa-lo sobre as doses. Outro prêmio foi para o app Learn With Joy, focado em ensinar inglês a partir das músicas favoritas dos usuários.

Por fim, encontramos um monte de gente talentosa, disposta a empreender e mudar suas vidas, e que mostram que o brasileiro tem sim muita vocação e interesse tecnológico.

cpbr

cpbr3

cpbr2

cpbr4

cpbr6

cpbr5

cpbr7

cpbr12

cpbr10

cpbr11

cpbr16

cpbr17

cpbr14

cpbr15

cpbr9

cpbr8

cpbr13

cpbr20

cpbr22

Todas as fotos © Brunella Nunes para o Hypeness