Artista brasileiro cria escola de artes visuais e tecnologia no morro do Vidigal

Não é novidade para ninguém que a educação é um dos grandes problemas que o Brasil enfrenta, mas tem gente por aí propondo soluções inovadoras para desenvolver os pequenos brasileiros. É o caso do artista plástico Vik Muniz, conhecido mundialmente por obras que não raro envolvem alimentos e reciclagem, que está construindo uma escola de artes e tecnologia para crianças carentes no morro do Vidigal, no Rio de Janeiro (RJ).

O foco é a educação de crianças entre 5 e 8 anos, idade de alfabetização. Contudo, diferente de outras escolas brasileiras, a chamada Escola do Vidigal fará uso de um método experimental desenvolvido pelo MIT, o Massachusetts Institute of Technology, uma das instituições voltadas para a tecnologia mais respeitadas do mundo, e busca colocar a criança no papel de produtora de arte.

Uma das principais características da escola, segundo Muniz, é o intercâmbio de culturas. Por isso, professores de renomadas universidades serão convidados a passar temporadas no Vidigal ensinando inglês, arte e tópicos de tecnologia. Além disso, a escola será aberta, possibilitando que qualquer criança, independente da classe social, participe das aulas. “A ideia é que as crianças do asfalto também possam subir aqui, e desta convivência criarmos uma maior integração“, afirmou o artista em entrevista ao site Vidiga!

A Escola do Vidigal está sendo construída em um dos espaços mais disputados do morro, o Arvrão, local de onde se tem uma vista extraordinária da cidade. As duas casas, que terão espaço de sobra para receber as aulas, vão contar também com um alojamento para os voluntários. Ainda pouco divulgada, a ONG de Vik Muniz tem evitado aparecer nos holofotes da mídia. Segundo o artista, que desenvolveu o projeto com dinheiro do próprio bolso, o que interessa é a ação. Novidades sobre a escola devem ser divulgadas ainda este ano.

escola-vidigal

escola-vidigal2

escola-vidigal3

escola-vidigal4

Todas as fotos: Reprodução

Confira outras iniciativas de educação inovadora no Brasil na matéria especial do Hypeness “Educação fora da caixa: conheça escolas em que o aprendizado vai muito além da lousa e do caderno”.