Campanha lembra que a roupa não define o caráter de uma mulher

Infelizmente, ainda vivemos em uma sociedade machista, na qual mulheres não recebem os mesmo salários que os homens e são discriminadas por tomarem determinadas atitudes, como por exemplo, sair com várias pessoas ou usar roupas mais curtas e decotes. A campanha da organização suíça Terre des Femmes tem como objetivo promover a igualdade de gêneros e mostrar que o comprimento da roupa da uma mulher não é parâmetro para definir o seu caráter. Será que usar uma saia curta ou um decote é sinônimo de promiscuidade?

O anúncio da campanha contém fotografias das partes do corpo de mulheres e mostra uma régua, com diferentes categorias, que variam de acordo com o tamanho das roupas e do salto alto: puritana, antiquada, entediante, provocante, atrevida, “pedindo/querendo algo” e vagabunda; com a seguinte frase: “Não Meça o Valor de uma Mulher pelas Suas Roupas”. O anúncio da ONG pretende gerar uma reflexão sobre o preconceito que as mulheres enfrentam em relação às suas vestimentas.

A ONG luta contra violação dos direitos humanos de mulheres e meninas e cuida de assuntos relacionados com mutilação genital feminina, violência doméstica e tráfico de mulheres. Sua principal missão é criar uma sociedade justa e pluralista, na qual todas as pessoas possam ser respeitadas independente do gênero, raça ou orientação sexual.

Veja abaixo algumas fotos desta inteligente e criativa campanha criada pela diretora de arte Theresa Wlokka e por alunos da Miami Ad School de Hamburgo:

roupa 01

roupa 03

roupa 02I

Imagens via Theresa Wlokka