Pessoas que você precisa conhecer #6: Ben Randall

O que você faria se descobrisse que uma pessoa que você conhece foi sequestrada e vendida como esposa ou escrava sexual em outro país? O fotógrafo australiano Ben Randall poderia ter lamentado a situação e seguido com sua vida quando ficou sabendo da situação de uma amiga vietnamita, mas a informação o fez repensar toda a sua vida, largar seu emprego e ir atrás de um tópico que, embora não costume receber muita atenção da mídia, atinge milhares de pessoas todos os anos: o tráfico humano.

Em 2011, Randall havia passado uma temporada no Vietnã e em outros países do sudeste asiático fotografando e ensinando inglês. Uma de suas alunas era uma garota de 15 anos que ele chama de M. Após se envolver com um rapaz de sua comunidade, ela simplesmente desapareceu e, de acordo com amigos e vizinhos, teria sido sequestrada e vendida na China como esposa. O caso mexeu com o fotógrafo, que percebeu ser impossível ignorar algo assim.

Foi então que Randall criou o projeto The Human Earth Project. Anos depois, o fotógrafo voltou aos países visitados anteriormente e tentou reencontrar 100 pessoas que havia fotografado. Os rostos nos retratos iriam se transformar em pessoas, uma vez que ele estava disposto a ir além da imagem e conhecer vidas, tentando entender medos e anseios. O maior desafio, contudo, era encontrar M., que estava em algum lugar da China.

O projeto envolveu uma jornada de 9 meses e 37 mil km para encontrar 100 pessoas que fotografei há cinco anos na Ásia“, contou ele em entrevista ao JetsetCitizen. Randall conseguiu reencontrar 88 dos fotografados e, entre eles, M. A garota foi casada a força com um chinês e teve com ele uma filha. Sem muitas escolhas, ela ainda vive por lá, em uma espécie de prisão domiciliar, e teme voltar ao Vietnã pois precisaria deixar sua filha na China.

ben-randall

O emocionante projeto foi financiado coletivamente e um documentário está sendo criado a partir da experiência. “Enquanto eu não poderia resolver o problema do tráfico humano, essa era a chance para eu poder resolvê-lo para M, e tentar manter meus outros amigos do Vietnã a salvo“, explica o fotógrafo.

Se veremos mais iniciativas como esta por aí? Randall é objetivo: “quase sempre nós ouvimos sobre os problemas do mundo e viramos as costas, pensando que não podemos ajudar, esperando que outra pessoa venha para salvar. Nossa geração é apaixonada e tem um gosto por aventura. É ótimo poder ultrapassar expectativas, levantar-se e lutar pelo que acreditamos“, afirma.

Conheça melhor o projeto e espalhe a palavra:

 ben-randall2

ben-randall3

ben-randall5

ben-randall6

Todas as fotos © The Human, Earth Project