inovação

Cientistas querem usar proteína para substituir postes por árvores que brilham

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Já ouviu falar em árvores com luzes, sem ser aquelas que usamos no Natal? Uma equipe de pesquisadores japoneses desenvolveu proteínas que produzem luz visível a olho nu, de acordo com um estudo publicado pela revista norte-americana Proceedings of the National Academy of Sciences. A ideia principal é substituir postes de luzes por árvores iluminadas para economizar energia elétrica.

As proteínas, chamadas de “nano-lanternas”, liberam luzes de cores azul, amarela, laranja ou verde, dependendo do tipo. As luzes poderão ser usadas em pesquisas médicas e para substituírem a eletricidade, conforme afirmado pela equipe de pesquisadores da Universidade de Osaka.

Atualmente, já são usadas substâncias parecidas para visualizar melhor processos microscópios, como o funcionamento de células e tecidos. Contudo, essas proteínas brilhantes acendem somente quando entram em contato com a luz, o que poderia matar os organismos examinados.  Como as novas proteínas acendem por conta própria, esse problema estaria solucionado.

As proteínas brilhantes foram desenvolvidas combinando proteínas vindas de águas vivas e corais. Ao serem expostas a um tratamento químico, as proteínas emitem luzes 20 vezes mais forte do que a de proteínas brilhantes convencionais. Quem sabe, com avanços e pesquisas, poderemos substituir a energia elétrica por essas incríveis árvores fluorescentes?

arvore brilha

Foto ilustrativa via Japan Times

arvore brilha 2

Imagem via Universidade de Osaka

agua viva

Imagem via Mundo Cinza

corais colin foord

As ideias para criar esse tipo de avanço sustentável não param, como você confere aqui.


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.