Animação mostra a importância de lidarmos com nossos próprios medos

Sabe porque a gente sente dor? Basicamente, é para não sairmos por aí esquecendo o dedo na panela quente, prendendo o pé na porta ou enfiando, sem perceber, uma faca no braço. O medo tem função semelhante: proteger. Apesar disso, em tempos de atos extraordinários, discursos sobre deixar o medo de lado e apostar na ousadia aparecem o tempo todo, fazendo com que ignoremos completamente aquela voz que sussurra “cuidado“.

No curta de animação intitulado “Fears” (“Medos”, em português), a ilustradora norte-americana Nata Metlukh transforma o medo em pequenas criaturas e mostra que ele está longe de ser algo totalmente bom ou ruim: trata-se de um companheiro que precisa ser sabiamente gerenciado. Dessa forma, o medo não nos impede de tomar iniciativas na vida, mas, ao mesmo tempo, dá conselhos ótimos sobre quando é hora de parar e reconsiderar. Afinal, medo na dose certa não é pavor, é prudência!

Assista ao vídeo:

Fears from  on Vimeo

medo-animacao

medo-animacao1

medo-animacao2

medo-animacao4

medo-animacao5

medo-animacao7

medo-animacao8

medo-animacao9

medo-animacao10

Todas as imagens © Vimeo/Reprodução