Coletivo em SP desafia tabus e questiona o que é ser masculino e feminino em exposição fotográfica

Nosso senso comum diz que barba é um aspecto absolutamente masculino. Já o uso de maquiagem seria uma característica essencialmente feminina. Mas será que nos dias de hoje é possível definir esses dois universos com base apenas em recursos estéticos? Foi a pergunta proposta pela exposição “Doces Barbas”.

A criação é do Venga Venga, coletivo que sempre teve a quebra de fronteiras como princípio. Começou em 2012 na forma de uma festa itinerante, onde as misturas rítmicas davam o tom, e hoje se transformou em uma série de atividades culturais pela cidade de São Paulo. Uma delas é o bloco carnavalesco CIGA-NOS, que desde o ano passado atrai milhares de foliões com fanfarras, tarantelas, marchinhas turcas e balalaicas russas em seu repertório.

Na exposição, que esteve em cartaz no Centro da capital paulista, fotos de homens barbados e ao mesmo tempo bem maquiados convidavam os espectadores a encararem de frente tabus e questões de gênero de uma forma diferente. Barba, maquiagem, azul, rosa. O que pertence a quem?

barbas04

barbas05

barbas06

barbas07

barbas08

barbas02

barbas01

barbas09

barbas10

Esta foi a segunda vez que a “Doces Barbas” esteve aberta ao público e, infelizmente, a exposição já foi encerrada. Mas quem sabe ela não ressurge em um espaço próximo de você? Acompanhe as ações do coletivo Venga Venga para saber em primeira mão e, enquanto isso, dê uma olhada nas imagens abaixo para ter uma amostra.

Fotos destaque e 01 a 03 via; Imagens 04 e 05 via; Imagem 06 via; Imagens 07 a 09: divulgação.

*Esse post é um oferecimento de “Absolut Vodka