França obriga supermercados a doarem alimentos que seriam descartados

Nas caçambas de lixo de supermercados franceses, não é difícil encontrar pacotes fechados de iogurtes que venceram há alguns dias, frutas que, apesar de amassadas, podem ser consumidas tranquilamente e pães do dia anterior. Todos esses itens poderiam ajudar as milhares de pessoas que passam fome por lá, mas as grandes redes fazem questão de jogá-los fora – com direito a banho de água sanitária e cadeado. Mas isso está para mudar. Uma nova lei promulgada na França exige que todas as sobras de alimentos em supermercados sejam doadas para instituições de caridade ou usadas para alimentar animais, ficando proibido o desperdício.

A lei será válida para todos os supermercados com mais de 400 metros quadrados e prevê multas de 75 mil euros e dois anos de prisão caso não seja cumprida. Embora os grandes supermercados representem cerca de 5% do desperdício total de alimentos, segundo a Fédération du Commerce et de la Distribution (Federação do Comércio e Distribuição), este já é um passo importante. A medida faz parte de um pacote ainda maior de iniciativas contra o desperdício de alimentos, envolvendo também projetos em escolas sobre o aproveitamento dos alimentos.

supermercado-franca
Foto © Christopher Thomond/The Guardian

Estima-se que cada francês jogue fora cerca de 20 kg de alimentos todos os anos, sendo 7 kg destes alimentos embalados. É errado pensar que nos países europeus não haja fome. Segundo o The Guardian, diversas prisões chegaram a ser feitas contra pessoas que buscavam no lixo de supermercados alguns alimentos descartados.

Isso agora, pelo menos na França, está prestes a terminar:

supermercado-franca2

supermercado-franca3

supermercado-franca4

Fotos © Groupe Casino