Chega de Caveirão: conheça o Cinemão, que está levando cultura pra periferia do Rio de Janeiro

Nesse mês de dezembro, um veículo de ocupação vai marcar território na comunidade da Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. A ocupação, porém, não será do emblemático Caveirão do BOPE, mas do Veículo de Ocupação Tática da Cultura, vulgo Cinemão, que já anuncia sua próxima sessão: “Cidade de Deus – 10 anos depois”.

cinemao11-

À bordo de uma Ford rural modelo 1970 – equipada com um projetor, um telão inflável, sistema de som, cadeiras (e pipoqueira!) – Cid Augusto já promoveu, nos últimos 5 anos, a exibição de mais de 160 filmes nacionais, entre curtas e longas, nas ruas e vielas da periferia carioca. Segundo ele, cerca de 40 mil pessoas já compareceram a alguma sessão do Cinemão.

cinemao4-

cinemao6-

Além da exibição dos filmes, o projeto contempla oficinas de vídeo em parceria com a Universidade Federal Fluminense. Os moradores das comunidades passam por exercícios teóricos e práticos de audiovisual, com análise de trechos de filmes, atividades de sensibilização espacial e técnicas de produção. Foi justamente de uma dessas oficinas – realizada num complexo de comunidades em Santa Cruz, zona oeste do Rio – que nasceu o documentário Reta Joao XXIII.

cinemao12-

cinemao10-

Uma extensão das oficinas disponível gratuitamente é o aplicativo Cinemão, que permite ao usuário juntar fotos e músicas em um único vídeo e compartilhá-lo em formato de link nas redes sociais.

cinemao7-

Atualmente, Cid e seu Cinemão trabalham na montagem do longa Eleven, uma co-produção de 11 países que vai mostrar os efeitos do futebol na vida de onze crianças, com onze anos de idade, em onze regiões distintas. Toda a renda do documentário será destinada a instituições de caridade em cada um dos países participantes.

cinemao3

Todas as fotos: Divulgação