App brasileiro ajuda mulheres vítimas de violência a se protegerem de ex-companheiros

A história, infelizmente, é conhecida. O relacionamento não está mais dando certo, a mulher decide terminar, o homem não aceita e a ameaça, persegue e agride.

Para ajudar as vítimas de violência, está em fase de testes o PLP 2.0, um aplicativo que permite que, em apenas quatro toques no celular, mulheres ameaçadas pelo antigos parceiros possam alertar a polícia, a Justiça e amigos ou familiares.

A partir de fevereiro, duas moradoras de Restinga, em Porto Alegre, vão experimentar o mecanismo, que em breve deve ser testado em Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

O nome do app faz referência ao programa Promotoras Legais Populares, que há mais de vinte anos trabalha para auxiliar as mulheres vítimas de violência física ou psicológica.

O PLP 2.0 foi o vencedor do Desafio Social Google 2014, que bancou o desenvolvimento do aplicativo, feito em parceria com a Themis (Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero) e o Geledés Instituto da Mulher Negra.

Para saber mais, acesse o site oficial do app.

10624960_553727718089603_9067110626058011549_n

Screen-Shot-2015-12-18-at-11.21.24-AM

bem-estar-app-violencia-mulher-plp-74532

funcionamentoapp

Guilherme Santos Sul21 Imagem: Guilherme Santos/Sul21

lançamento-themis

Imagens, exceto quando creditado: Reprodução/PLP 2.0