Estudante usa drone para detectar e denunciar desmatamento ilegal na floresta amazônica

Conhecida como o pulmão do mundo, nossa floresta já vem sendo devastada há tempos. E as estimativas de poluição são assustadoras: um campo de futebol por segundo, por dia! É o que mostram os dados da Scientific American. Mas teve alguém que soube disso e não pôde ficar parado.

Max Messinger é estudante de graduação na Carolina do Norte, Estados Unidos. E foi pensando em todo o contexto e importância da Floresta Amazônica que ele criou um drone que é capaz de monitorar atividades ilegais que causem ainda mais poluição para a área.

drone1

2_drone-to-hunt-down-illegal-miners

O aparelho parece um aviãozinho, mas não se engane com o design charmoso. Ele é capaz de atingir 90 metros de altura no piloto automático e viaja até 16 km. O drone tem menos de um metro de comprimento e pesa cerca de 2 kg. Um trabalho excepcional e excelente!

drone-satelite-2

Imagem aérea do drone: é mais fácil de identificar onde há desmatamento e poluição do que fotos via satélite, pois assim elas são mais nítidas e precisas.

Imagens: tumblr.com e npr.org