Seleção Hypeness: 10 festivais de música pelo Brasil que você não pode perder em 2016

O Brasil é o país do samba? Nem sempre. Na eterna mistura que tanto marca a nação verde e amarela, existem estilos suficientes para todos os gostos e ouvidos. Para curtir o alto e bom som ao vivo, é melhor já se programar para os festivais de música que rolam por terras tupiniquins, com uma ajudinha da Seleção Hypeness, é claro.

Se a gente for comparar com outros países, como Estados Unidos e Inglaterra, realmente não tem tanto festival assim por aqui, mas podemos dizer que temos alguns tão bons quanto o que vemos lá fora. Descobrir os festivais pode ser o primeiro passo pra tomar gosto pela coisa e, então, valorizar os eventos nacionais.

Aproveite a experiência para conhecer não só novos gêneros musicais, mas cidades onde você nunca foi, embaladas por boa música e eventos gratuitos. Desse jeito vai ficar difícil voltar pra casa.

1. Psicodália, SC – Fevereiro

Quem disse que no Brasil não tem Woodstock? O festival Psicodália é recheado de bandas psicodélicas e tem uma atmosfera incrível. Durante os cinco dias de folia carnavalesca, mais de 200 atrações esperam pelo público numa enorme fazenda. Shows, teatro, exposições, mostras de cinema, bazares e workshops divertem a galera, que nesta edição poderá curtir Elza Soares, Nômade Orquesta, Replicantes, entre outros.

psicodalia2

Foto © Rodrigo Della Fávera

2. Virada Cultural, SP – maio

Com duração de 24 horas, a Virada Cultural deixa os paulistanos doidinhos por badalação. A cidade vira palco para eventos grandiosos, passando por diversas atrações culturais gratuitas. Os shows acontecem nas ruas e praças da metrópole, especialmente na região central, aglomerando multidões a cada edição. A programação de 2016 ainda não foi divulgada, mas vale ficar de olho no site.

Palco Julio Prestes - Caetano Veloso - Foto: Tulio Vidal

3. Bourbon Street Fest, SP e RJ – maio e agosto

Com edições em São Paulo (agosto) e em Paraty (maio), no Rio de Janeiro, o festival é um dos mais conhecidos e um dos maiores festivais de música negra americana do Brasil. O evento conta com jazz, blues e gastronomia, que atraem cerca de 40 mil pessoas ao longo de uma semana. Na histórica cidade fluminense, são três dias de shows, que já reuniram 150 mil apaixonados por música.

Bourbon Street

4. Festival de Inverno de Garanhuns, PE – julho

Pode ser que você não saiba, mas no Nordeste também existe uma “Suíça brasileira”. Em Pernambuco, a charmosa cidade de Garanhuns também leva essa fama e uma boa oportunidade de conhece-la é através do Festival de Inverno, que reuniu 65 mil pessoas na última edição. O festival de arte e cultura acontece em julho, quando as temperaturas caem, reunindo talentos nacionais e locais, como Pitty, Lenine, Mundo Livre e Mombojó.

festival garanhuns2

5. Fest Bossa e Jazz na Praia da Pipa, RN – agosto

No mês de agosto, a Praia da Pipa, em Natal, fica ainda mais bonita com ajuda da música. Gratuito, o Fest Bossa & Jazz passa a acontecer também no município de São Miguel do Gostoso. Além dos shows de jazz com artistas nacionais e internacionais, o festival também promove workshops musicais, palestras e oficinas socioambientais.

FestBossaJazz

6. Goiânia Noise, GO – novembro

Os amantes do bom e velho rock’n’roll e suas vertentes já podem programar uma ida até Goiânia. Trazendo ao palco nomes como Ratos de Porão e Dead Fish, o festival reúne bandas independentes de Goiás e além, com o intuito de não deixar o rock morrer. Na última edição foram 51 atrações, incluindo grupos internacionais do Japão, Bélgica e Áustria. Além disso, rola uma feira temática.

goiania noise

7. Rio das Ostras Jazz and Blues Festival, RJ – agosto

Apontado pelos críticos como um dos melhores festivais do gênero no mundo, o festival reúne instrumentistas e intérpretes da atualidade, que se apresentam em três palcos montados ao ar livre, com shows gratuitos. A última edição contou com mais de 60 horas de música, com atrações nacionais e internacionais.

rio das ostras jazz

8. MIMO Olinda, PE – novembro

Com concertos gratuitos de música instrumental do Brasil e do mundo, o festival surgiu em Olinda no ano de 2004 e segue até hoje a sua proposta, com edições também no Rio de Janeiro e Paraty. Pátios das igrejas, teatros e praças públicas são palco para os músicos e já acolheram mais de 880 mil pessoas ao longo dos anos. A programação inclui ainda sessões de cinema ao ar livre e workshops, oficinas e palestras dentro do tema musical.

Mimo Fest

Foto © Beto Figueiroa

9. Terruá Pará, PA – novembro

Visando divulgar e propagar a música paraense, o festival espalha sons, ritmos e artistas do Pará desde 2006 por todo o Brasil. Em Belém, acontece durante o mês de novembro, trazendo à tona a cultura local, passando da lambada ao carimbó, do boi-bumbá ao eletromelody.

Terrua Para

10. Festival Choro Jazz, CE – entre novembro e dezembro

O Festival Choro Jazz acontece entre os meses de novembro em Fortaleza, e dezembro, com continuidade em Jericoacoara. Gratuito, tem como objetivo fomentar a composição de uma partitura rara e aproximar os gêneros musicais que batizam o festival, promovendo a troca entre músicos renomados e estilos diversos.

chorojazz

Outras fotos: Divulgação

faixa-selecao-hypeness