Adidas responde com perfeição a comentários homofóbicos contra sua campanha do Dia dos Namorados

A campanha de Instagram da Adidas pelo Dia dos Namorados nos EUA (Valentine’s Day, comemorado por lá, e na Europa, no dia 14 de fevereiro) trouxe uma singela e corajosa mensagem.

Mostrando somente as pernas de um casal do mesmo sexo – duas mulheres usando um mesmo modelo de tênis Adidas -, a imagem traz como legenda um verso da canção The End, dos Beatles: o amor que você recebe é o mesmo amor que você oferece.

ADIDAS3

A esperança que sentimos como seres humanos diante de uma marca se posicionando a respeito de algo tão evidente e ao mesmo tempo tão importante quanto a liberdade às pessoas de amarem quem elas quiserem é proporcional ao desgosto de saber que nem todos são capazes de sentir empatia e afeto pelo outro, ame o outro a quem amar. Pois, como não poderia deixar de ser, alguns haters de plantão, homofóbicos sedentos por atenção, reagiram em repúdio com boçalidades tão tristes quanto óbvias.

O responsável pela mídia social da Adidas, no entanto, não se abalou, e seguiu em seu propósito com elegância, inteligência e deboche – lacrando assim o assunto e expondo em contraste total a burrice e o horror de quem sente medo do amor.

ADIDAS2

Para o usuário que sugeriu que a marca deveria sentir vergonha, e que prometeu migrar então para a Nike, a resposta não precisou sequer de palavras, somente emojis: uma mãozinha acenando adeus e um beijo.

Ao rapaz que gritou que a festa do dia de São Valentim era para casais heterossexuais e não para lésbicas, a resposta foi direta e reta: é um dia para o amor, respondeu a marca. Feliz dia dos namorados pra quem é de amor, e parabéns para a Adidas.

Recentemente o Hypeness mostrou uma ação brasileira contra a homofobia utilizando o bom humor. Relembre.