Doc brasileiro com orçamento de R$ 10 conta histórias de preconceito contra homossexuais e faz sucesso na web

Já imaginou como é difícil assumir a sexualidade para a sua família? Algo que deveria ser simples, fácil e natural é muitas vezes um dos momentos mais marcantes na vida de um homossexual. E é só o começo de muitos desafios. Conheça o filme que retrata essa realidade.

Tudo começou quando Marlon Parente, 23 anos, caminhava de mãos dadas com um garoto no centro de Recife e um senhor sacou uma arma e disse: “eu vou atirar em vocês porque vocês são bichas e bichas merecem morrer. O ocorrido marcou tanto que tornou-se inspiração para um filme.

Com uma câmera emprestada, Marlon gravou o documentário “Bichas” na sua própria casa, reunindo depoimentos de seis garotos gays que contam desde como foi se assumir para a a família até sobre preconceito, descobertas e relacionamento.

Um dos depoimentos mais pesados é o de Bruno, que chegou a tentar suicídio. Ele conta que foi para a terapia aos 8 anos e foi forçado a imitar comportamentos considerados masculinos para ser aceito pela própria família. Ele também teve que mudar seu tom de voz e até mesmo a maneira de andar.

Marlon conta que o fato do senhor armado te-lo chamado de “bicha” com tanto ódio, lhe despertou a vontade de desconstruir a palavra e traze-la para um universo onde pessoas enchem a boca para se descrever como tal. E é seu grande trunfo no filme: o orgulho de ser gay! <3

Com mais de 300 mil visualizações, o filme é recheado de elogios e ganha cada vez mais espaço na mídia assim como o número de compartilhamentos. Cheio de emoção e curiosidade, é sem dúvida um produto que vale a pena ser visto. E, claro, deixamos o link abaixo para você 😉

bichas-filme1

Marlon comemorando o sucesso do doc

bichas-filme2

A política Luciana Genro elogia o filme no Twitterbichas-filme3

Card comemorativo na página de “Bichas”

Fotos: reprodução Facebook