Escolas públicas vão testar método da Escola da Ponte, sem aulas e provas, no Mato Grosso do Sul

Procurando atualizar o sistema de ensino, que parece cada vez mais não dar conta das necessidades e da realidade contemporânea, e com isso estimular o estudo, duas escolas do Mato Grosso do Sul irão reformar radicalmente seus métodos.

Inspirados pela Escola da Ponte, em Portugal – pioneira e referencia nos métodos de ensino experimentais – as escolas irão abolir a divisão por disciplinas, as provas, as lições expositivas, e transformar os professores em orientadores de estudo, auxiliando nas pesquisas e seus desdobramentos. A divisão por séries também será alterada: cada aluno avança de acordo com seu tempo de aprendizado, suas demandas e especificidades.

ESCOLAMS1

A avaliação, segundo a secretaria de educação do estado, “se dará sobre a produção diária do estudante, e será contínua, diagnóstica, formativa e preventiva”. O objetivo é que o modelo, após o teste em Mato Grosso do Sul, venha a ser implantado em outras escolas que se interessem em reformar seus métodos.ESCOLAMS3

A Secretaria de educação Maria Cecília Amendola da Motta A Secretaria de educação Maria Cecília Amendola da Motta

Ainda que trata-se de um modelo reconhecido internacionalmente, algumas críticas levantaram questões específicas sobre sua aplicação no contexto brasileiro. Segundo os críticos, a proposta só funcionaria com professores adequados, e não daria conta dos déficits de aprendizado dos alunos locais, por conta do péssimo sistema de ensino ao qual estão inseridos atualmente – o que naturalmente criaria um dilema infinito, pois, se reformar o sistema de ensino não é eficiente por conta da má qualidade do sistema que está sendo reformado, quando então poderemos transformar as mazelas de nossa educação pública?

ESCOLAMS6

A Escola da Ponte, em Portugal A Escola da Ponte, em Portugal

As duas escolas selecionadas para participar do projeto-piloto, Waldemir de Barros da Silva e Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, não alcançaram as notas médias em nenhuma das habilidades examinadas na última prova do Enem.

©Todas as fotos: Divulgação

Em matéria anterior o Hypeness falou sobre 15 escolas inovadoras que inspiram um mundo melhor. Relembre.