São Paulo ganha primeiro teto verde com cobertura de mata atlântica

Depois de anos e anos de exaltação do desenvolvimentismo e do concreto, paulistanos vêm sentindo a necessidade de voltar a integrar a natureza à maior cidade do país. Para enfrentar a falta de espaço, uma solução criativa são os telhados verdes.

E, em plena Avenida Paulista, no prédio da Fundação Cásper Líbero, está o primeiro telhado verde com vegetação nativa da Mata Atlântica. São 130 espécies de árvores naturais do estado, como o jacarandá bico-de-pato e a embaúba.

O projeto foi idealizado e realizado pelo botânico Ricardo Henrique Cardim, da Sky Garden e autor do blog Árvores de São Paulo.

Ele conta que a ideia é “levar para o alto dos prédios não somente uma vegetação, mas apostar nas plantas que estavam aqui antes da construção da cidade, resgatando espécies em extinção e reequilibrando o ambiente urbano”. Segundo ele, pássaros podem levar as sementes de lá para outros pontos de São Paulo, trazendo de volta a vegetação nativa.

Além disso, o telhado verde também ajuda a reduzir o calor no ambiente em até 18ºC, além de melhorar a umidade do ar, diminuir o barulho e a poeira no local.

Confira vídeos e fotos do projeto:

telhados-verdes-skygarden-com-floresta-skygarden-7

nYIVbXl

skygarden-telhado-verde-para-leed-e-aqua-com-floresta-skygarden-9

KqIHjHJ

ZEb3ZQH

mBPQdaw

gVH5Vgp

FyFNF6J

Imagens: Reprodução/Árvores de São Paulo