Milão vai pagar moradores para trocar carro por bike no trajeto até o trabalho

É isso mesmo que você acabou de ler! Enquanto em São Paulo ainda tem gente reclamando da ciclovia, grandes cidades incentivam cada vez mais o uso da bicicleta como principal meio de transporte. E Milão chegou para chutar o balde, arrebentar a boca do balão com a sua mais nova iniciativa. Olha só:

Mais de 5,5 milhões de pessoas morrem ao ano por conta da poluição em todo o mundo – e Milão é a cidade mais poluída da Europa. Na China, pessoas já chegam a pagar para respirar ar puro importado do Canadá por alguns minutos. Na França já existe o Dia do Pedestre. Roma também já proibiu carros de circular por alguns dias por conta da baixa qualidade do ar.

E parece que martelar a urgência desta questão ambiental (sem contar o trânsito, a mobilidade e o bem-estar) na mente das pessoas não é suficiente para modificar o estilo de vida das pessoas.

Por conta disso, Milão resolveu pagar para pessoas irem trabalhar de bike como um método de incentivo para reduzir o problema do excesso nas grandes cidades. Entre os incentivos estão o abatimento fiscal, ajuda de custo para comprar um bicicleta e bônus por quilômetro pedalado.

Calcula-se cerca de €35 gastos pela causa.

E se você ainda não se convenceu de que pedalar é uma boa ideia, saiba que cidades na França, Alemanha, Holanda, Dinamarca e Bélgica já planejam adotar a iniciativa. É, o futuro das bikes está próximo. Preparem-se, pois sendo assim, nossas vidas estão prestes a mudar – para muito melhor!

bike-gif

Fotos via Wikimedia Commons/Luca Volpi