Debate

O maravilhoso discurso anti-ódio de Meryl Streep foi o melhor momento da gala do Globo de Ouro

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie


Além do Oscar, nenhuma outra premiação do cinema chama tanto a atenção quanto o Globo de Ouro. A cerimônia que aconteceu neste domingo (8) em Los Angeles, teve vários grandes momentos, mas nenhum deles superou o discurso de Meryl Streep.

meryl

Quando subiu ao palco para receber o Cecil B. DeMille, prêmio especial pelo conjunto da obra, a atriz logo se desculpou pela voz rouca. Depois deu início ao melhor momento da noite com um discurso emocionado sobre a importância dos estrangeiros para Hollywood. Suas palavras foram uma clara crítica ao discurso anti-imigração do novo presidente americano, Donald Trump, que prometeu construir um muro separando o país do México e deportar três milhões de imigrantes.

Enumerando grandes nomes do cinema que nasceram em diversos países do mundo – como Natalie Portman (Jerusalém), Dev Patel (Quênia) e Ryan Gosling (Canadá) – ela destacou que sem os estrangeiros os Estados Unidos só teriam futebol e MMA para assistir.

O momento, mágico, deixou a plateia de olhos lacrimejantes e corações suspensos (a legendagem é do Quebrando o Tabu):

Sem citar o nome do presidente recém-eleito nenhuma vez, a atriz também recordou o episódio em que o republicano zombou de um jornalista com deficiência física (abaixo) e afirmou que atitudes como aquela acabam por influenciar outras pessoas negativamente, além de incitar a violência.

Não consigo tirar isso da cabeça porque não aconteceu num filme, mas na vida real. Esse instinto de humilhar, quando feito por alguém numa plataforma pública, afeta a vida de todo mundo, porque dá permissão para outros fazerem o mesmo. Desrespeito convida desrespeito, violência incita violência. Quando os poderosos usam de suas posições para praticar bullying contra os outros, todos nós perdemos”, declarou Meryl.

Em entrevista por telefone ao The New York Times, Trump afirmou não ter visto a fala de Streep, mas atribuiu as críticas da atriz ao fato de ela ser seguidora da democrata Hillary Clinton. Afirmou também não estar surpreso pelos ataques que recebeu “da gente esquerdista do cinema”. Ele ainda reagiu no Twitter: “Meryl Streep, uma das atrizes superestimadas de Hollywood, não me conhece, mas me atacou ontem à noite no Globo de Ouro. Ela é uma….”, escreveu. Ele ainda afirmou na rede social que nunca zombou de um repórter deficiente e que jamais faria algo assim. Declaração desmentida pelo vídeo abaixo:

A atriz ainda falou sobre a grande responsabilidade que a imprensa possui de relatar e denunciar as atrocidades que acontecem e pediu o apoio da comunidade artística para um comitê de proteção aos jornalistas. “Vamos precisar deles (dos jornalistas) daqui por diante. E eles vão precisar de nós para salvaguardar a verdade”, disse.

No final do discurso, bastante emocionada, Meryl citou sua grande amiga Carrie Fisher, falecida em dezembro do ano passado. “Como disse minha amiga querida, a Princesa Leia que recentemente nos deixou: ‘Pegue seu coração partido e o transforme em arte’, concluiu recebendo aplausos de todos os presentes.

Todas as imagens: Reprodução


Redação Hypeness

Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Veja Também
China colhe DNA e biometria de minoria muçulmana em vigilância disfarçada de programa de saúde