inovação

Ouvir desenhos na pele? Sim, as tatuagens sonoras já são uma realidade

por: Vitor Paiva




Publicidade Anuncie

A escolha de uma tatuagem acontece de forma geral por valores simbólicos e primordialmente por questões visuais e estéticas. O significado de uma imagem, junto do impacto visual e da beleza do desenho são os motivos determinantes para que alguém escolha tatuar para sempre algo em sua pele.

Mas e se a escolha de uma tatuagem também passar pela audição? E se o som de uma tatuagem também for parte da escolha? Parece loucura, mas é a mais nova invenção de um tatuador americano.

SWT2

São as Sound Wave Tattoos, ou tatuagens de ondas sonoras, e o nome é literal: trata-se de uma tatuagem que desenha as variações das ondas sonoras de um determinado áudio e que, utilizando um aplicativo, pode ser “tocada” a hora que se quiser. Sim, você poderá ouvir sua tatuagem através de seu smartphone.

A criação do tatuador Nate Siggard, de Los Angeles, permite que a risada de um filho, a voz de alguém que se ama, um trecho de uma música ou qualquer outro áudio permaneça pra sempre em sua pele e em seus ouvidos.

SWT3

A ideia é criar parcerias com tatuadores do mundo todo, para que se tornem oficialmente artistas das ondas sonoras, e que as tatuagens de áudio possam ser feitas em qualquer lugar.

Além de bonitas estética e simbolicamente, as Sound Wave Tattoos podem soar literalmente como música para nossos ouvidos.

SWT5

SWT1

SWT4

O aplicativo ainda não está disponível, mas a Skin Motion, responsável pela invenção, pretende lançá-lo em junho próximo.

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta e Só o Sol Sabe Sair de Cena.