debate

Mulheres estão compartilhando no Twitter os casos mais bizarros de mansplaining – e o resultado é surreal

por: Vitor Paiva

Publicidade Anuncie


O machismo não está somente nos gestos mais brutos e violentos de um homem para uma mulher, mas também em comportamentos discretos e comuns – mas, não por isso, menos simbólicos. E entre essas tendências, o mansplaining – ou o ato de um homem explicar para uma mulher algo que ela evidentemente sabe – é um dos sintomas mais recorrentes e significativos do quanto o machismo está enraizado em nossa cultura. Difícil encontrar um homem que não já o tenha feito, e mais ainda uma mulher que não o tenha sofrido.

Mansplaining3

“Amamentar – e eu estava dando de mamar ao meu filho na hora”

Assim, a partir de uma sugestão de um grupo feminista, usuárias americanas do Twitter têm compartilhado pequenas histórias que mostram o quão prepotente e patético pode ser, por exemplo, o ato de um homem querer explicar para uma mulher que está amamentando (!) como ela deve alimentar seu filho. O resultado é um tanto trágico mas, ao mesmo tempo, hilário – e se o sexismo ainda há de demorar para desaparecer, que ao menos se possa rir dele enquanto isso. Veja, abaixo, alguns dos casos compartilhados em que homens explicam coisas absurdas para mulheres.

Mansplaining9

“Como dizer ‘caneta’ na minha língua natal”

Mansplaining10

“Essa vez em que meu senhorio passou cinco minutos explicando para as três locatárias como as cortinas funcionavam”

Mansplaining8

“Os efeitos da gravidez no meu corpo”

Mansplaining7

“Que o papel de parede se mantêm preso à parede com um tipo de cola”

Mansplaining6

“Um namorado que nunca cozinhou tentando me dizer que eu cortava o alho errado. Bitch, eu sou siciliana, senta ali”

Mansplaining5

“Como fazer buscas no catálogo de nossa biblioteca através do autor e do título. Eu sou uma bibliotecária formada”

Mansplaining4

“A missão da organização nacional cuja sede local eu sou a presidente”

Mansplaining2

“Como os homens dominam as conversas, falam com mais convicção e por cima das mulheres”

© fotos: Twitter


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta e Só o Sol Sabe Sair de Cena.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.