debate

Por que você precisa rever o uso do óleo de coco na cozinha

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie


O mundo da alimentação saudável e das dietas é tão volátil que já tornou-se piada o quanto é difícil confiar que um ou outro alimento sejam realmente tão saudáveis (ou tão maléficos) quanto se anuncia. O que hoje lhe salva, amanhã pode ser o alimento que mais vai te prejudicar. E pelo visto ninguém está a salvo, pois até o óleo de coco, que pouco tempo atrás era visto como uma alternativa saudável aos outros óleos de cozinha, foi recentemente decretado pela Associação Americana do Coração como pior do que grande parte das outras gorduras – inclusive a manteiga.

Segundo a pesquisa, o óleo de coco aumenta consideravelmente o colesterol ruim, em 82%, superando a manteiga (63%) e a gordura de porco (39%). Não há, portanto, grandes diferenças no uso desse óleo ou de outros óleos cheios de gordura saturada. Nos sete casos testados de forma controlada, o resultado foi exatamente o mesmo, sem nenhuma benesse apontada pelos testes – dessa forma, o uso do óleo de coco foi totalmente reprovado pela Associação.

O tal óleo outrora redentor é, segundo o levantamento, feito quase 100% de gordura, e o uso de óleos vegetais e azeite segue mais recomendados.

Mas não é preciso simplesmente jogar fora seu óleo de coco: ele ainda serve como um ótimo hidratante ou condicionador de cabelo. É claro que nem toda gordura é condenável, e a única conclusão é que é preciso ser moderado na alimentação, evitar os excessos e alimentos que indiscutivelmente fazem mal, e esperar pelo próximo relato – torcendo pra que sua comida preferida não seja condenada de vez.

© fotos: divulgação

 


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.