inovação

Cão-guia robô promete mais autonomia e liberdade para milhões de deficientes visuais

por: Redação Hypeness

Patrocinado por: Canal Sony

Publicidade Anuncie

Não é nada difícil perceber hoje o quanto a tecnologia como um todo pode mudar a vida das pessoas, especialmente criando novas possibilidades e demandas que até pouco tempo simplesmente não existiam. Mas é especialmente bonito e comovente ver a tecnologia criando soluções alternativas e mais eficientes para problemas que sempre existiram, melhorando concretamente a vida de pessoas que talvez jamais tivessem pensado que poderiam melhorar. Esse é o caso da empreendedora Neide Selim, que criou a Lysa – um produto simples, porém capaz de impactar positivamente na vida de milhões de pessoas.

Trata-se de um cão-guia para ajudar os deficientes visuais a se locomoverem com segurança e autonomia. No lugar de um animal, porém, Neide criou um cão-guia robô, que oferece melhorias e maiores possibilidades aos usuários do que a bengala e o próprio cão, de forma a manter a integridade física e principalmente ampliar consideravelmente a liberdade e a confiança de quem a usar. Assim, o que o cão-robô Lysa faz é diretamente tornar a vida do deficiente visual melhor e mais livre.

Lysa não só reconhece buracos e obstáculos no chão, mas, principalmente, por meio dede sensores, ela reconhece um problema que a maioria das pessoas que enxerga provavelmente jamais pensou como um problema especial: os obstáculo aéreos, localizados acima da linha da cintura. A bengala, meio mais comum utilizado pelos cegos para se locomoverem, possui um alcance restrito até mesmo do chão, e simplesmente não dá conta de perceber tais obstáculos aéreos.

Orelhões, placas, lixeiras suspensas, balcões, galhos de árvores e outros obstáculos altos podem significar machucados, cicatrizes e sequelas para o deficiente visual que nem a bengala nem o cão seriam capazes de perceber.

Lysa não só alerta (como um cão que fala), como cria uma rota alternativa – feito um cachorro de fato, “puxando” o usuário em outra direção, para protegê-lo de bater ou esbarrar em um obstáculo. Essa condução pode ser feita por Lysa em velocidades diversas.

Antes de criar Lysa, Neide era professora de robótica em uma escola pública, que um dia decidiu criar um cão-robô com seus alunos, a fim de mostrar como a robótica funciona. Ao invés, no entanto, de simplesmente desenvolver algo divertido, ela decidiu por tornar essa iniciativa em algo que pudesse potencialmente melhorar a vida das pessoas – e do mero cão-robô. Com a adição de sensores especiais, nasceu Lysa, um cão-robô guia.

Além de proteger mais e melhor o deficiente visual, Lysa é também uma alternativa mais viável. Afinal, além da escassez de cães-guia de fato no país, treinar um cachorro é um processo demorado, difícil e com alto custo. Lysa já vem pronta e, ainda que não seja exatamente barata, depois de adquirida ela estará sempre pronta para guiar a pessoa quando e para onde ela quiser. Considerando que somente no Brasil o número de deficientes visuais passa dos milhões, trata-se de uma potencial revolução na locomoção e, assim, na inclusão concreta dessas pessoas.

São empreendimentos como Lysa, simples e, ao mesmo tempo, incrivelmente eficientes e transformadores, que dão a graça especial do programa Shark Tank Brasil – Negociando com Tubarões. Exibido toda quinta-feira às 20hs, no Canal Sony, o programa reúne os maiores investidores do Brasil para encontrarem novos empreendimentos e grandes ideais em que queiram investir e tornarem-se sócios. Se o aspecto financeiro é fundamental, é naturalmente unânime entre os investidores que lucrar causando um impacto positivo na sociedade e no mundo é muito melhor.

Não é por acaso, portanto, que a Lysa causou um verdadeiro rebuliço no programa. O resultado da apresentação de Neide foi, ao mesmo tempo, bastante interessante no que diz respeito ao business que o produto envolve, e emocionante por sua potencial transformação social que pode trazer.

© fotos: divulgação

Para inovar e empreender, muitas vezes é preciso descobrir algo inteiramente novo. Por isso o Hypeness uniu forças com o programa Shark Tank – Negociando com Tubarões, do Canal Sony, para contar histórias inspiradoras de quem conseguiu usar a criatividade e ter sucesso com um novo negócio. Para tentar convencer os investidores, que no programa procuram negócios originais e inovadores, os empreendedores precisam se superar. Acompanhe estas histórias e inspire-se!







Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.