inovação

Nesta confeitaria você escolhe os ingredientes da sua própria torta que é montada na sua frente

por: Mari Dutra




Publicidade Anuncie

Depois de voltar de uma viagem aos Estados Unidos, onde conheceu o red velvet, o famoso bolo com massa avermelhada, Tiago Hintz trouxe a receita para Porto Alegre. O relacionamento entre ele e o doce estava destinado a dar certo e a delícia foi logo apresentada para a família, que adorou a novidade.

A partir daí, surgiu a ideia de comercializar o doce por aqui também, mas o projeto não era criar um espaço com foco em apenas um sabor. Foi então que entraram em cena as mãos de Tiana Hintz, irmã de Tiago e gastrônoma, que ficou responsável por criar todas as outras massas e recheios que seriam servidos na Cake Circle. O negócio ficou completo com a gerente de projetos Patrícia Mesquita Almeida. Juntos, os três definiram que não criariam apenas uma confeitaria convencional, mas iriam oferecer uma experiência personalizada para cada pessoa.

Foi assim que surgiu um modelo de negócio diferente, que deu vida à Cake Circle, uma confeitaria onde o próprio cliente escolhe todos os ingredientes da sua torta. No local, há diversas opções de tamanhos de bolos, massas e recheios e a combinação é feita da maneira que mais agradar. O doce é montado no balcão mesmo, na frente dos clientes.

O modelo foi apresentado primeiro para os amigos e pessoas próximas e logo foi se espalhando sozinho. Em abril de 2016, o site do negócio foi para o ar e já permitia a personalização completa das tortas. Quando perceberam que o negócio tinha tudo para dar certo, os três sócios abriram a confeitaria em dezembro do ano passado, localizada na rua Cel. Feijó, 950, em Porto Alegre.

O que inviabilizava era a questão das tortas grandes. Como é que eu vou montar uma torta grande? Não tem como. Então vamos trazer um conceito diferente“, contou Tiago. Ele admite que outras empresas já utilizam o mesmo modelo, mas que a ideia de ter o bolo montado na frente de cada pessoa ainda é um diferencial do espaço. “O conceito de montar na frente do cliente, apresentar um produto diferenciado para ele e ele observar essa montagem. A gente vende uma experiência junto com o produto“.

Teve até timelapse da montagem das tortas

Hoje o espaço também trabalha com brownies, que podem ser combinados com recheios para criar um novo tipo de torta, um sorvete de creme com brownie, quiches e bebidas em geral.

Futuramente, a empresa já pensa na expansão do modelo, seja com novas confeitarias ou mesmo adotando o sistema de franquias. A motivação se deve ao movimento constante na Cake Circle. “Final de semana tá lotado, tá dando fila. A gente está até mudando a questão do processo aqui para adaptar e melhorar o atendimento pro cliente“, conta Tiago. O objetivo é aumentar a velocidade da montagem e, consequentemente, gerar uma experiência ainda melhor para quem visita o espaço.

Se o doce já dá água na boca só de olhar, imagina então provar essa delícia? As tortas de 10 centímetros são vendidas no espaço por preços entre R$ 20 e R$ 24, enquanto tortas maiores, de até 25 centímetros, devem ser encomendadas com 24 horas de antecedência. A empresa garante que o doce mantêm o sabor por até cinco dias quando guardado na geladeira – difícil mesmo é resistir por tanto tempo a essa gostosura! 😉

Todas as fotos © Mariana Dutra


Mari Dutra
Depois de viver na Argentina, na Irlanda e na Romênia, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Hoje escreve para o Hypeness e mantém um blog de viagens, o Quase Nômade, em que conta mais de suas experiências pelo mundo.