Seleção Hypeness

20 cervejas artesanais brasileiras que você precisa conhecer hoje

por: Paulo Moura

Publicidade Anuncie

Na primeira sexta-feira de agosto celebra-se mundialmente a cerveja, uma das bebidas mais populares e consumidas do mundo. A data não poderia de forma alguma passar em branco por aqui, ainda mais num cenário em que microcervejarias e cervejeiros caseiros despontam em várias partes do país com produtos de qualidade reconhecida e comprovada nos principais polos cervejeiros do planeta.

Mas o que seria uma cerveja artesanal? Ao pé da letra, seria aquela produzida sem recursos ou técnicas industriais. Ou seja, mais do que uma bebida, a cerveja artesanal é um conceito e, para muita gente, uma revolução. Não faltam estilos que se diferenciam pelo processo de fermentação, cor, sabor, nível de amargor, gradação alcoólica, textura, etc.

Selecionamos abaixo algumas opções de primeiríssima linha que, certamente, tornarão esse Dia Mundial da Cerveja mais do que especial para você! Confira:

1. Amazon Beer

Começamos nossa viagem pelo norte do país, com uma marca que já ostenta 17 anos de história. Pode ser degustada nas deliciosas mesas do terraço localizado na Estação das Docas, em Belém, ou nas principais casas do ramo Brasil afora. A proposta é sempre incluir na receita ingredientes exóticos da região amazônica, como o bacuri aí da foto.

2. Bodebrown

Do norte, vamos para o sul do país, mais especificamente para Curitiba, terra de uma das cervejarias mais premiadas e consagradas do país, a Bodebrown. A marca é sinônimo de inovação:  possui uma cervejaria-escola com cursos regulares, eventos turísticos inusitados como o Beer Train e é pioneira no uso de growlers (garrafas cervejeiras retornáveis).

3. Hocus Pocus

Do Rio de Janeiro, vem a badalada Hocus Pocus, cujas receitas e rótulos não cansam de surpreender os apreciadores. A marca abriu recentemente um bar próprio em Botafogo, RJ, que vale muito a visita!

4. Noi

Seguimos no Rio, só que agora em Niterói, terra da Noi, concebida por uma tradicional família italiana que emigrou para o Brasil. A cervejaria ostenta 12 rótulos e já possui sete casas próprias para degustação.

5. Schornstein

Nascida em Pomerode, no Vale Europeu, em Santa Catarina, a Schornstein completou 10 anos em 2016. Pode ser encontrada em supermercados e casas do ramo e possui um charmosíssimo bar com pocket shows de rock na cidade de Holambra, em São Paulo.

6. Invicta

De Ribeirão Preto para o mundo. A Invicta coleciona prêmios de reconhecimento nos principais festivais cervejeiros do país. Oferece um vasto portfólio para quem gosta de opções mais lupuladas.

7. Tupiniquim

A arara azul do Rio Grande do Sul já voou longe e conquistou a admiração e reconhecimento de cervejeiros de dentro e de fora do país. Entre tantas opções, destaca-se aqui a Poli Mango, cujo sabor surpreende pela refrescância.

8. Colonus

Com apenas dois anos de vida, essa microcervejaria de Petrópolis entra na lista por causa da espetacular Se7en, uma ale maturada com whisky Jack Daniel’s capaz de esquentar seu dia na primeira golada!

9. Cais

Mais uma microcervejaria novata aqui que pede passagem, diretamente da Baixada Santista. A dica aqui é a recém-lançada Dudu, uma witbier com adição de pimenta dedo de moça e noz moscada.

10. Coruja

Voltamos ao Rio Grande do Sul para falar de uma veterana do mercado de artesanais, a Coruja. O destaque não poderia ser outro se não a Viva, uma cerveja não pasteurizada de 1 litro envasada em uma garrafa que remete àquelas de remédios de antigamente. Um clássico já!

11. Fürst

De Formiga, Minas Gerais, vem a Fürst, a ‘cerveja do príncipe’, que acaba de inaugurar um pub em Belo Horizonte.

12. DeBron

A revolução cervejeira tem um legítimo representante em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. A DeBron se destaca pelas cervejas produzidas em barris de amburana e carvalho, muito utilizados para envelhecer a cachaça.

13. Cerveja Complexo do Alemão

Nascida em uma garagem de 40 metros quadrados no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, a marca, que tem uma opção lager e outra weiss, personifica como nenhuma outra o alcance da revolução cervejeira. “A gente quer mostrar que o Complexo do Alemão não é só pobreza e tiro. Tem muita coisa boa aqui. Por que não uma cerveja?”, diz o fundador Marcelo Ramos.

14. Morada

Reinventar a cerveja é a fórmula de sucesso da paranaense Morada. Os experimentos incluem opções com café, cupuaçu e até mesmo uma versão Kölsch.

15. Urbana

Gordelícia, Refrescadô da Safadeza, Centeio Dedo e Fio Terra são apenas alguns dos rótulos que notabilizaram pela irreverência a cervejaria paulistana Urbana, um verdadeiro laboratório etílico!

16. Júpiter

Seguimos em Sampa para trazer a Júpiter, outra premiadíssima cervejaria artesanal. Exemplo de produto que saiu das panelas de casa para ganhar notoriedade internacional.

17. Votus

Da capital paulista para Diadema. A Votus cria receitas cervejeiras que são praticamente obras-primas. Tamanho rigor nos ingredientes e preparo lhe valem  a pecha de queridinha dos mestres cervejeiros.

18. 3Cariocas

Praticamente uma instituição carioca. Tudo remete ao Rio, seja no sentido de celebrar os encantos naturais da cidade, seja para enaltecer o jeito e estilo de vida de quem mora na cidade maravilhosa. Pedida obrigatória!

19. Kud

Voltamos à Minas para trazer a Kud, a cervejaria rock’n’roll do polo cervejeiro de Nova Lima. A fábrica já virou ponto turístico em Bêagá.

20. Bamberg

Nada mais, nada menos do que 172 prêmios nacionais e internacionais atestam a qualidade dessa cervejaria do interior de São Paulo, que encerra a nossa seleção.

Imagens pertencem ao arquivo pessoal do autor ou são fotos de divulgação das páginas oficiais das cervejarias nas redes sociais


Paulo Moura
Jornalista paulistano que adotou o Rio de Janeiro como casa. Possui mais de 15 anos de experiência em comunicação corporativa e é sócio-diretor da Agência VIRTA. Apreciador de cerveja, comida ogra, mar e tudo aquilo que combina ou remete a ele.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.