Ciência

Pesquisadores descobrem que o sadomasoquismo pode ser tão benéfico para o cérebro quanto a meditação

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Um estudo científico conduzido por uma equipe de pesquisadores da Universidade de Illinois, fez uma descoberta surpreendente. Ele revelou, entre outras coisas, que o sadomasoquismo é uma prática altamente relaxante, podendo até mesmo ser comparada a meditação, e que seus seguidores são mais descontraídos do que o resto da população.

O psicólogo James Ambler, líder do estudo, contou que os voluntários eram todos submissos e dominadores ao mesmo tempo, e que antes e depois da prática sexual era realizado um teste cognitivo em que os participantes se deparavam com palavras que representam uma cor específica, mas que estavam pintadas com uma cor diferente (azul escrito em vermelho, por exemplo).

O resultado revelou que os participantes estavam completamente relaxados após a atividade sadomasoquista, por conta de um declínio na atividade do córtex pré-frontal dorsolateral, área cerebral relacionada ao comportamento, relaxamento, memória e sensação de bem-estar, entre outros.

Com isso, o estudo concluiu que os efeitos de sadomasoquismo se aproximaram dos obtidos com a yoga ou outras práticas de meditação. “Uma das razões disso pode ser a redistribuição do fluxo de sangue no cérebro, que altera o estado de consciência dos praticantes”, argumentou James.

Via


Redação Hypeness

Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Veja Também
Pesquisadores estão atrás de voluntários para passar 56 dias tomando cerveja