Desafio Hypeness

Desafio Hypeness: como um app de exercícios transformou minha vida em 1 mês

por: Camila Garófalo

Publicidade Anuncie

Eu era uma pessoa extremamente sedentária. Nunca tive problemas com peso, mas isso de maneira alguma queria dizer que eu levava uma vida saudável. Foi por isso que topei o desafio do Hypeness: experimentar o aplicativo BTFIT durante 30 dias, para testar meus limites e experimentar uma vida mais saudável em São Paulo. Sou cantora independente, jornalista autônoma e não tenho uma rotina fixa, por isso, a proposta caiu como uma luva.

Finalmente eu podia viajar e fazer exercícios em muitos lugares diferentes. Optei pela versão premium que me garantia aulas ilimitadas por mês e ainda a opção personal trainer online. Apesar de ter essa possibilidade, gostei mais da ideia de me misturar e fazer aulas coletivas. Tem gente que prefere o gratuito mas eu estava disposta a fazer mais do que uma aula por dia. Tudo pronto. Só havia uma única regra: não existe o corpo perfeito, existe a vontade de respirar e viver melhor.


No primeiro dia, resolvi começar com uma sequência de 20min Workout e quase não aguentei. Percebi que não estava preparada pra pegar tão pesado nos treinos por conta da minha baixa resistência. Foram quase 30 minutos de ação fazendo agachamentos, flexões e abdominais num nível relativamente puxado.

Depois de um dia sem treinar para que os músculos fossem recuperados, resolvi estrear a aula de yoga na área lounge do prédio dos meus pais, que fica em Ribeirão Preto – SP. Aproveitei para tomar uma sauna e relaxar depois da aula.

Descobri que o BTFIT tem muitas vantagens. Por exemplo, o privilégio de poder me exercitar em aulas com apenas 20 minutos de duração. Pra quem tem o dia corrido essa é uma grande vantagem.

No dia seguinte, voltei para minha casa na cidade de São Paulo e gostei tanto de yoga que resolvi repetir a dose na minha própria sala, junto com minha roomate Ana Carolina. Apesar de já conhecermos a modalidade, fizemos movimentos inéditos. Resolvi fazer abdominais para encerrar a semana de treinos com chave de ouro. Ao fim da primeira semana já dava pra notar a diferença no meu humor e na minha disposição, especialmente pela manhã.

Começava minha segunda semana com BTFIT e eu resolvi explorar outras aulas do aplicativo. Foi quando descobri que podia aprender a dançar. Paguei muitos micos porque não tenho muita desenvoltura, mas foi interessante perceber como o meu corpo trabalha enquanto faz movimentos tão engraçados.

Para não perder o ritmo, fiz outra aula de workout com algumas abdominais e flexões. No outro dia, saí para correr e aproveitei pra dar um passeio pelo bairro. Voltei e resolvi trabalhar e fortalecer o abdômen, onde controlamos o equilíbrio e o centro de força. Eu senti menos dificuldade do que a primeira semana e acordei no outro dia com vontade de correr pelo bairro antes da minha próxima aula.


Pela primeira vez experimentei uma aula de ballet fitness no BTFIT. Criado por Betina Dantas, essa modalidade mistura movimentos do ballet clássico com exercícios aeróbicos. Para encerrar minha segunda semana fiz aula de dança ao som de Valesca Popozuda. Muitas coisas estão mudando, inclusive minha alimentação e disposição. Tem apenas uma coisa que não muda: minha habilidade para dançar.

A terceira semana começou à todo vapor. Novamente, viajei para o interior na casa dos meus pais e pude dar sequência aos exercícios sem nenhum problema. Mais uma bateria de exercícios de workout, exercícios de pilates e muito abdominal na sacada com uma bela vista. Foi uma semana especial ao lado do Simba, o cachorro da família que, se empolgou, e até participou de algumas aulas.


Foi apenas na quarta e última semana que eu realmente senti todas as diferenças físicas. Já tinha dobrado o número de aulas e disparei no ranking entre os meus amigos. Vi que o aplicativo também gera treinos personalizados de acordo com o objetivo e tempo disponível de cada um, mesmo sem equipamentos. Minha autoestima aumentou. Minha energia estava à mil. A Yoga tornou-se minha modalidade preferida e a dança me arrancou muitas risadas por toda a semana.

A maior lição que tirei de todo o desafio é que o corpo perfeito não existe, o que existe é uma pessoa perfeitamente decidida a melhorar sua própria qualidade de vida.


Camila Garófalo
Camila Garófalo é cantora, compositora e publicitária. Produz sua própria carreira e escreve sempre que sente vontade. Tem um único vício: comunicar-se.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.