Ciência

DNA mostra que líder guerreiro do alto escalão viking era uma mulher

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Sempre que você pensa num líder viking cheio de força e conhecimento estratégico, o que vêm à sua cabeça? Provavelmente, a figura de um homem, forte e alto. Uma descoberta recente coloca em jogo esse arquétipo ao indicar que um líder guerreiro do alto escalão viking era na verdade uma mulher.

O achado foi anunciado após um estudo de uma amostra de DNA feita em uma das sepulturas mais emblemáticas da era viking, localizada na cidade de Birka, Suécia. O túmulo havia sido descoberto na década de 1880 e os cientistas desde então acreditavam que se tratava de um guerreiro homem. Hoje sabe-se que os restos mortais pertenciam a uma mulher de cerca de 1,70 metro de altura, que morreu com pouco mais de 30 anos.

A suposição de que o viking seria do sexo masculino foi feita graças ao fato de que o túmulo encontrado tinha um alto grau de ornamento, indicando que se tratava de um guerreiro de alto escalão. Outros soldados mulheres já haviam sido encontrados entre os vikings, mas nenhum tinha adereços que indicassem pertencer a uma alta patente, como é o caso desta guerreira.

Anunciada pelos cientistas das universidades de Estocolmo e Uppsala, na Suécia, nesta segunda-feira, 11, a descoberta mostra que a mulher em questão teria sido enterrada com sua espada, um machado, um escudos e dois cavalos. De acordo com o DW, este seria o armamento completo de um guerreiro profissional. O túmulo continha ainda um conjunto de peças de tabuleiro usadas para planejar batalhas, o que indica que a guerreira tinha conhecimento de táticas de guerra.

Todas as fotos: Reprodução Vikings/History


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.