Diversidade

Filho de Magic Johnson arrasa e se torna ícone de estilo recusando rótulos ou padrões de gênero

por: Tuka Pereira

Publicidade Anuncie


Há cerca de 30 anos, Magic Johnson era um dos melhores jogadores de basquete do mundo e, até hoje, ele é considerado um dos maiores nomes do esporte e também um símbolo da luta contra a Aids. Seu filho, EJ Johnson, não seguiu os passos do pai, mas decidiu ser autêntico a seu modo.

EJ ganhou fama após participar de um reality show estrelado por filhinhos de papais famosos chamado ‘The Rich Kids of Beverly Hills’. Mas agora, aos 25 anos, ele tem mais fãs do que na época do programa por ter se tornado um ícone pelo direito dos homossexuais e transexuais.

Misturando os gêneros de maneira super fashionista, EJ mantém a cabeça raspada, porém usa roupas vistas como femininas e maquiagem. Cheio de estilo, ele chega a ser comparado com a socialite Kim Kardashian e também é figura carimbada nas festas e desfiles mais badalados dos Estados Unidos. Assim como a esposa de Kanye West, AJ também passou a ser um importante influencer, mas de quebra, ainda cria debates de gênero.

Sou perguntado se sou uma menina ou um menino com muita frequência. Eu só digo: ‘sim'”, declarou ao The New York Times em recente entrevista. Já quando lhe perguntam se deseja se tornar trans, ele responde: “Me sinto confortável na minha pele. São só pessoas (que perguntam) querendo me colocar em uma caixa”, diz.

Quem pensa que Magic Johnson tem problemas para aceitar o filho está bem enganado. Quando EJ assumiu sua sexualidade publicamente em 2013, ele afirmou à imprensa: “Apoio meu filho um milhão por cento”, disse, contando que já havia feito isso dentro de casa sete anos antes. “Isto é o que meu filho escolheu e tenho que apoiá-lo. Os negros não aceitam os gays porque são muito religiosos”, observou.

Quando perguntado sobre as críticas que seu filho recebia de blogueiros reacionários, declarou: “O problema é deles, não nosso”.


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.