inovação

Vila dos Idosos propõe novo conceito de moradia para terceira idade em SP

por: Redação Hypeness




Publicidade Anuncie


A ideia de um centro de convivência para idosos como um local triste, austero e agressivo para os mais velhos é coisa de um passado sombrio e que deve ser esquecido, esquecendo junto a imagem dos terríveis asilos como única alternativa para a vida de tais pessoas. É isso que ensina a Vila dos Idosos, o primeiro projeto de locação social para idosos bancado pela prefeitura de São Paulo.

Localizado no bairro do Pari, a Vila tem 8 mil metros quadrados de área construída, com 175 moradores, vivendo em 145 apartamentos – 90 quitinetes e 55 apartamentos de um quarto, com sala, cozinha e banheiro. Trata-se de uma espécie de bairro tranquilo, conquistado depois de 12 anos de luta, e finalmente inaugurado em 2007. Hoje, a luta segue para que tal modelo se transforme em paradigma para o resto do Brasil.

Construído exclusivamente para pessoas com mais de 60 anos, o morador paga 10% de seu rendimento, seja quanto for, e um condomínio de mais 35 reais para viver na Vila. O idoso que consegue a vaga – através de inscrição no COHAB – ganha direito de usufruto, podendo viver por lá a vida toda, mas sem que o apartamento se torne propriedade de ninguém. Quando um morador vem a falecer, uma nova vaga passa a estar aberta.

Neide Duque Silva, uma das fundadoras e lideranças do local

A grande mudança de modelo é basear-se não no valor do imóvel ou da região, mas sim nas possibilidades e no rendimento de cada potencial morador. Não se trata de uma casa de repouso nem de asilo, mas sim de um projeto de locação social para os mais velhos. O condomínio conta com seguranças, e o valor cobrando inclui manutenção e serviços. Depois de tantos anos de contribuição e trabalho, valorar a vida de uma pessoa pelas suas possibilidades, e não pelo que impõe o mercado, é o mínimo de retribuição que a sociedade e o estado devem oferecer.

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.