inspiração

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie


Todo mundo deveria saber que não se deve usar drogas durante a gestação, né? Infelizmente, não é bem assim que acontece na prática. Cada vez mais bebês nascem ‘viciados em drogas’ nos EUA por causa dos hábitos de suas mães e enfrentam, desde os primeiros dias de vida, dificuldades para lidar com a abstinência de opiáceos.

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

Diarreia, tremedeira, vômito, choro incessante e dores intensas são alguns dos sintomas pelos quais essas crianças, cujas mães são viciadas em heroína ou analgésicos, precisam passar. Alguns deles até recebem doses decrescentes de morfina nos primeiros dias de vida para que seus organismos se acostumem gradualmente com a falta das substâncias.

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

Número de bebês com abstinência aumentou 4x nos EUA na última década. Hoje, estima-se que uma criança nasça com o problema a cada 25 minutos

Após enfermeiras de uma maternidade na Filadélfia relatarem que os bebês com a chamada síndrome de abstinência neonatal ficavam mais tranquilos ao serem seguros no colo e receberem afeto, a vários hospitais criaram programas para que voluntários “doem carinho” aos pequenos.

Algumas das crianças precisam passar meses internadas para que as substâncias saiam de seus organismos, e muitas vezes suas mães e pais perderam o direito de guarda por causa do abuso de drogas, ou então estão em tratamento para largar as substâncias. Como o número de enfermeiras não é suficiente para dar atenção a todos os bebês, foi preciso abrir as portas para voluntários.

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

Carinho ajuda bebês a enfrentar as crises de abstinência

De acordo com os médicos envolvidos no programa, os bebês que recebem o carinho de voluntários passam a precisar de doses menores de medicação para controlar os sintomas de abstinência, e o tempo médio de internação também diminui. Os médicos e psicólogos frisam que é importante que bebês sintam conexões com mães, pais ou outros cuidadores desde as primeira fases da vida e que isso é positivo para seu desenvolvimento, incluindo coisas como a confiança nas pessoas e no mundo.

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

Voluntários se alistam para doar carinho a bebês que nasceram ‘viciados em drogas’

 

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness

Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.