Roteiro Hypeness

Instaviagem: testamos o serviço que cria viagens surpresa e fomos parar no paraíso

por: Clara Caldeira

Publicidade Anuncie

Imagina aquela adrenalina pré viagem. A expectativa de conhecer lugares novos. A ansiedade de botar o pé na estrada, sentir o vento na cara, montar aquela playlist, mas com uma pequena diferença. Você sabe que vai viajar, mas não sabe o seu destino. Foi isso que nós vivemos no último fim de semana, quando o pessoal do Instaviagem convidou o Hypeness para participar desta experiência emocionante e inusitada.

A proposta do Instaviagem é bem simples, mas muito original. Você começa dizendo em qual cidade vive, quantas horas está disposto a encarar de estrada e se prefere fazer o percurso de ônibus ou de carro. Em seguida, vem um questionário sobre suas preferências e gostos, alguns detalhes que vão deixar a sua surpresa ainda mais personalizada. Depois disso é só aguardar e aguentar a curiosidade.

Dois dias antes de botar o pé na estrada, você descobre qual o seu destino e recebe um roteiro prontinho, super completo, além é claro de não precisar se preocupar com reservas e outras burocracias. O pessoal do Instaviagem prepara tudinho pra você. A nossa aventura começou em Florianópolis e o nosso destino surpresa foi Urubici, no alto da Serra Catarinense.

Pra quem não conhece, Urubici é um município de Santa Catarina, localizado a 915 metros de altitude, onde quase todos os anos neva no inverno. Além de Urubici, as cidades do entorno como Bom Jardim da Serra e São Joaquim reservam boas surpresas, como cachoeiras, mirantes, restaurantes, vinícolas e paisagens de tirar o fôlego. É o destino perfeito para quem curte esportes de aventura como rapel, escalada e afins, mas também para quem quer mesmo é relaxar na frente da lareira lendo um bom livro e apreciando um vinho local.

Chegamos no alto da Serra na sexta à noite e nosso pouso foi em Bom Jardim, na Bela Serra Pousada, pertinho do Mirante do Rio do Rastro, Cânion da Ronda e do Parque Eólico. Fomos conhecer essas três maravilhas no sábado bem cedinho, logo depois de um café da manhã reforçado pelos maravilhosos bolinhos de chuvas recheados de banana, oferecidos pela querida Bela, dona da pousada.

Dá só uma olhada nas paisagens que encontramos por lá:

Serra do Rio do Rastro

Cânion da Ronda

Logo em seguida, partimos para nossa próxima aventura, uma vertiginosa tirolesa sobre a Cachoeira do Avencal, em Urubici, com seus mais de 100 metros de queda d’agua. Nem precisa dizer que o passeio foi emocionante.

Cachoeira do Avencal

Em seguida, quando a fome apertou, partimos em busca de um restaurante, mas como o dia estava chuvoso e já passava das 15h não foi fácil encontrar um lugar aberto. Para a nossa sorte, descobrimos o acolhedor Boulevar Café, com seus quitutes e bebidas quentinhas que só um bom café colonial sabe reunir. Se você nunca provou ou ouvir falar dos cafés coloniais, procure saber. Eles são muito comuns em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul e servem delícias como pães, bolos, queijos, geleias, frios artesanais, fartos e variados. Uma delícia!

Café colonial e Bijajica, quitute local feito de polvilho azedo

Com o estômago forrado estávamos prontos para o próximo passeio que o pessoal do Instaviagem reservou pra nós, a Vinícola Villa Francioni, que produz rótulos de altíssimo nível, respeitados por especialistas do Brasil e do mundo. Um verdadeiro templo para amantes dos vinhos.

Fizemos uma visita completa, conhecemos a alta tecnologia da produção dos vinhos e ainda degustamos seis rótulos maravilhosos. Foi inesquecível.

No dia seguinte nos preparamos para um dos passeios mais esperados da viagem, a Pedra do Morro da Igreja, mirante com uma vista de tirar o fôlego e onde foi registrada a temperatura mais baixa do Brasil, -17,8 °C. Para fazer este passeio é necessário solicitar uma autorização com três dias de antecedência para o ICMBio, mas claro que os maravilhosos do Instaviagem já deixaram tudo prontinho para nós, foi só ir até o centro de Urubici buscar o papel.

Em seguida, pegamos a estrada rumo ao Morro da Igreja, um caminho lindo, repleto de animais silvestres. Conforme fomos subindo, a neblina começou a ficar mais densa e frequente. Em alguns trechos sequer podíamos ver a estrada. Quando chegamos no topo, uma surpresa não muito feliz. A neblina era tanta que era possível ver apenas alguns poucos palmos diante de nós.

Decidimos não desistir fácil e esperar para ver se a cerração cedia. Exploramos o entorno, andamos, entramos no carro, jogamos General (jogo de dados de origem romana) e nada. Uma hora e meia se passou e a neblina não deu sinal de arrefecer.

Por conta disso não conseguimos registrar a paisagem, mas por sorte a Wikipédia tem ótimos registros de lá.

Dá só uma olhada:

Para não perder a viagem fomos conhecer outro importante ponto turístico da região, a Cascata Véu da Noiva, que fica próxima ao começo da estrada para o Morro da Igreja. Apesar da pouca água por conta da época de seca, o local onde fica a cascata é repleto de energia e tranquilidade, não importa a época do ano. Ficamos ali por uns bons instantes exercitando a contemplação.

Cascata Véu da Noiva em períodos menos secos, quando fomos estava quase sem água

Antes de pegar a estrada de volta para Florianópolis aproveitamos para conhecer o Bodegão da Serra, restaurante de comida típica da região, onde saboreamos uma deliciosa truta com manteiga de nozes e escondidinho de pinhão com gorgonzola e aipim, uma delícia! Antes de descer a serra, decidimos fazer um último passeio e conhecer a Serra do Corvo Branco, uma estrada remota cercada de paisagens estonteantes, valeu o desvio, e valeu muito.

Voltamos de Urubici apaixonados e com duas certezas. A primeira é que vamos voltar muitas e muitas vezes. A segunda, é que o Instaviagem é o melhor planejador de viagens surpresa que você respeita.

Valeu Instaviagem! 🙂


Clara Caldeira

Jornalista, comunicóloga, frenética, dona de brechó frustrada, mora no meio do mato e gosta mais de comer que de dormir. Acredita em ET, saci e horóscopo, mas duvida de um monte de outras coisas que se diz por aí. Gosta mais de arte que de lasanha (contradição?) e acredita que a cultura pode salvar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Veja Também
Conheça o primeiro hostel temático de cerveja do país