Roteiro Hypeness

Casa Vulva é o mais novo espaço de arte feminina, trocas e empoderamento

por: Gabriela Rassy

Publicidade Anuncie

Mulheres no comando? Manda mais que tá pouco! No melhor clima “casa de amigos”, São Paulo acaba de ganhar um novo canto para chamar de seu. Ou melhor, de sua. A Casa Vulva chega com tudo, num turbilhão de ideias para unir e integrar artes pensadas, articuladas e, por que não, paridas por mulheres. A cidade que tem tudo agora tem muito mais. Um lugar acolhedor para ver exposição ouvindo música ou comer um quitute curtindo uma performance. Um ponto de articulação, de reuniões, de trocas, de crescimento.

No melhor estilo “tudão” (eu amo), a Vulva não tem nicho nem limitações. Por lá acontece de um tudo e a abertura é total para quem chegar com ideias. Importante citar ainda que este não é só um ambiente para consumir arte. “É um lugar de questionamento, de impacto intelectual, de construção e desconstrução dos padrões”, explica a psicóloga Denise Mamede, que encabeça a curadoria e produção do espaço junto com a jornalista Rafaela Piccin. “ter mulher na curadoria faz a diferença pq dá outro olhar e acredito que abre mais as portas para suas semelhantes do que espaços majoritariamente masculinos”, comenta Rafaela. Uma casona dessas, bicho!

A programação da Casa Vulva já está rolando solta

A Casa abriu em março e já recebeu programação diversa desde a inauguração. Shows, DJs, performances, encontros e exposição já transitaram da sala ao quintal. Rafaela e Denise cuidam de cada detalhe – fazem a curadoria, produzem os eventos, decoram, arrumam. O pensamento é sempre sobre o que elas gostariam de ver rolando, daí constroem a programação.

Rafaela já vinha pensando em desenvolver um projeto que extrapolasse as 8 horas de escritório, além de uma fuga do jornalismo. “Durante grande parte do ano passado eu sonhei com um projeto paralelo para me dedicar a algo que tenha um propósito maior”. A produção de eventos culturais e de troca de conhecimento vieram naturalmente, tanto que elas nunca sentaram para definir o que seria realmente o espaço. “Está muito claro para nós que queremos proporcionar experiências que vão além do que a noite de São Paulo oferece”, diz Rafa.

Denise Mamede e Rafaela Piccin no comando da Casa Vulva

As duas já moravam na vizinhança e decidiram manter a Vila Romana para começar o projeto. O bairro não é por menos – uma vizinhança com Sesc Pompeia, Teatro de Bolso, Breve, entre outros, tem total respeito. Além do mais, chegam junto engrossando o caldo das mulheres na gestão de espaços da zona oeste, como já rola no Teatro de Bolso ou em gestões mistas, como é o caso do Condomínio Cultural, da Casa da Lapa e da Casa dos 3.

O espaço é lindo e aberto a receber todas as artes

Denise enxerga essa liderança feminina com total ânimo: “A possibilidade de diálogo entre nós aumenta, o receio de uma artista em vir mostrar o seu trabalho diminui, podemos aprender a lidar com som, backline, ler um rider técnico, fazer vídeos, coisas que até pouco tempo eram feitas quase exclusivamente por homens”. Mas, claro, o espaço é aberto – e muito – a todos. Boy pode e deve chegar junto para somar. “Tá rolando de uma maneira orgânica. As pessoas têm visto a gente nas redes sociais, ou recebido recomendação, e têm buscado a gente pra propor coisas”, diz Rafaela.

Quintal e coração cheios

Exposição nova já está nas paredes

A programação está sempre atualizada nas redes sociais da Casa Vulva e tem para todos os gostos. Com exposição recém inaugurada ocupando as paredes, o lugar deve receber mostra de curtas, intercalados com músicas, em breve. Workshops e cursos dos mais variados estão nos planos e a música, que não pode faltar, está sempre por ali. Até uma biblioteca com livros escritos por mulheres vem vindo por aí. Pois é, bbs, todo dia uma mulher – ou duas – mostrando que o jogo virou. Sem massagem.

Fotos: @casavulva


Gabriela Rassy

Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como a maternidade inspirou a criação da maior marca de cosméticos orgânicos e veganos do Brasil