Debate

Vídeo mostra recusa de supervisora em servir cliente racista nos EUA

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Noticiamos no Hypeness o caso de racismo envolvendo o Starbucks, palco de uma ação constrangedora de seu gerente que chamou a polícia por considerar dois clientes negros como uma ‘ameaça’.

Desta vez o Coffee Bean & Teal Leaf, na Califórnia, viveu uma situação inversa, mas também de discriminação racial. Ao perceber a atitude preconceituosa de um homem branco, que atacou verbalmente uma mulher muçulmana, o gerente da loja recusou em atendê-lo.

Loja recusa atender homem racista

“É Halloween ou alguma coisa?”, questiona o rapaz se referindo ao véu usado pela mulher.

Dizendo não gostar da religião muçulmana ele afirmou em voz alta não querer ser morto por uma muçulmana e se dirigiu tranquilamente ao caixa para realizar seu pedido quando foi surpreendido pela negativa. O momento foi gravado pela jornalista CJ Werleman em vídeo visto por mais de 2 milhões de pessoas no Twitter.

“Não vou servi-lo por causa da atitude imprópria e com teor racista”, justificou o supervisora em meio aos gritos de clientes insatisfeitos com o ato de racismo público do rapaz que se dizia cristão.

Em nota enviada para os veículos de imprensa o The Coffee Bean & Tea Leaf ressaltou o compromisso da companhia com a segurança de seus clientes e funcionários.

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jornada de artista para retirar próteses de silicone nos faz pensar sobre a indústria da beleza