Arte

Quando Bradley Nowell morreu, no dia 25 de maio de 1996, deixou muitos amores para trás: o Sublime, banda formada oito anos antes, com um disco novinho no forno; sua esposa, Tory, com quem havia se casado na semana anterior; seu filho, Jakob, prestes a completar um ano de vida; e seu cachorro, Lou Dog, que choramingava aos pés de seu corpo inerte naquela linda e trágica manhã californiana.

Autor por Gabo Vieira . 25/05/2016
Comentar

Quando Caetano Veloso cantou “Homem”, música em que ele descreve aspectos inerentes à mulher que são (ou não) invejados por eles, descreveu uma série de estereótipos masculinos e femininos. Claro que Caetano, livre, lindo e bissexual faz isso só para trazer à tona e levantar a discussão de gênero. Mas uma pessoa resolveu deixar tudo isso preto no branco, desenhado e escancarado para quem quiser ver – e parar de julgar.

Autor por Redação Hypeness . 25/05/2016
Comentar

Sim, sabemos que a internet e as redes sociais estão cheias de más notícias, ódios desproporcionados e gente reclamando. Mas é por isso que no Hypeness gostamos de mostrar o outro lado, aquele que transforma um aparentemente simples post de Facebook numa corrente de amor que transforma nossos dias e a vida de muitas pessoas.

Autor por Redação Hypeness . 24/05/2016
Comentar

Sabe aqueles dias, aquelas coisas e as verdades que ninguém fala? Então, um artista espanhol começou a ter problemas no trabalho e por isso resolveu começar um blog para investigar o que ele estava fazendo de errado. A simples experiência deu certo e agora vamos compartilhar com você uma série dessas ilustras divertidas.

Autor por Redação Hypeness . 24/05/2016
Comentar

É muito legal quando a gente vê alguma coisa e pensa: que bom que não estou sozinho! Não é mesmo? Hiandra Mello é uma carioca novinha de tudo que consegue passar essa sensação para gente abordando temas como aceitação, depressão e ansiedade. Coisas que todo ser humano já sentiu um dia. Vem ver só que gracinha:

Autor por Stephanie Bevilaqua . 23/05/2016
Comentar

O surgimento das plataformas de streaming como a Netflix revolucionou a forma como assistimos a filmes e seriados, virando o mercado audiovisual de cabeça para baixo. No entanto, salvo poucas exceções, o conteúdo oferecido é basicamente o mesmo: produções ligadas às grandes distribuidoras. A verdadeira revolução digital passa necessariamente pelos realizadores independentes, formando um grande acervo da produção cinematográfica dos quatro cantos do mundo – é aí que entra o IndieFlix.

Autor por Redação Hypeness . 23/05/2016
Comentar

Qualquer irmão mais velho sabe do risco que é deixar a porta do quarto aberta às intromissões do caçula. Nunca se sabe o que a jovem criatura será capaz de aprontar no meio das suas coisas.

Autor por Redação Hypeness . 23/05/2016
Comentar