Arte

Nascido em Los Angeles, o ilustrador James R. Eads é capaz de criar obras alucinantes, com cores fortes, céus inspirados nos trabalhos de Van Gogh e representando as conexões entre os humanos e o cósmico. Quando o animador Chris McDaniel, também conhecido como The Glitch, viu seu trabalho, soube que eles precisavam se unir.

Autor por Redação Hypeness . 29/09/2016
Comentar

Arte e tecnologia andam juntas há muito tempo. Se desenvolvendo lado a lado, estas duas áreas do conhecimento são capazes de se complementar e transformar – e muitos artistas já perceberam o potencial dessa combinação imbatível. Para eles, nem o céu é o limite.

Autor por Redação Hypeness . 28/09/2016
Comentar

Em um momento tão conturbado e difícil como o que o Brasil atravessa, os escritores e escritoras se fazem ainda mais necessários. Para nossa sorte, uma forte geração de autores vêm moldando a nova literatura brasileira e, com isso, refletindo uma série de igualmente novas realidades do próprio país, mais urbanizado, desenvolvido, porém ainda repleto de problemas sociais e políticos que já assolavam a realidade dos grandes do passado.

Autor por Redação Hypeness . 27/09/2016
Comentar

De todos os meios já utilizados para que criássemos arte de maneira geral, difícil imaginar um suporte melhor, mais bonito e intenso do que a própria natureza. Musa maior de toda forma de arte, a natureza tem sido diretamente integrada a obras mundo a fora, transformando o que já é belo em obras magníficas.

Autor por Redação Hypeness . 27/09/2016
Comentar

Por muitos anos Alice Tan Ridley cantou nas estações de metrô de Nova York para ajudar no sustento de sua família. Dona de uma voz poderosa e cheia de emoção estilo, aos 63 anos, Alice enfim vêm alcançando o devido reconhecimento, e está lançando seu primeiro disco, Never Lost My Way. O curioso detalhe é que, nessa família a que Alice sustentou com tanto esforço através de seu cantar no metrô, está a atriz Gabourey Sidibe, indicada ao Oscar pelo papel principal do filme Precious – e filha de Alice.

Autor por Redação Hypeness . 27/09/2016
Comentar

Pouco importam os mais de 25 milhões de discos vendidos até hoje, as centenas de bandas que surgiram tentando emular aquele som, as camisetas, as homenagens, a idolatria, o suicídio, as datas comemorativas e os textos comentando datas comemorativas – como este. A década de 1980 se encerrou (e a de 1990 começou) 25 anos atrás, no dia 24 de setembro de 1991, e a única coisa que importa sobre isso é um garoto ou uma garota de pé em seu quarto, olhando a capa de um disco com um bebê nadando na direção de uma nota de dólar presa a um anzol como quem olha a um espelho, enquanto os quatro acordes que começam o disco Nevermind invadem esse quarto com uma furiosa certeza: algo se quebrou, está se quebrando – e enfim tudo mudou.

Autor por Vitor Paiva . 26/09/2016
Comentar

Não cansamos de dizer que as tatuagens são uma forma de arte, e, como os artistas de outras áreas, tatuadores também têm seus estilos próprios: surrealista, aquarela, pontilhismotrash… O coreano Hongdam manda muito bem no minimalismo!

Autor por Redação Hypeness . 26/09/2016
Comentar